A lista

Faça uma lista de grandes amigos
Quem você mais via há dez anos atrás
Quantos você ainda vê todo dia
Quantos você já não encontra mais...

Faça uma lista dos sonhos que tinha
Quantos você desistiu de sonhar!
Quantos amores jurados pra sempre
Quantos você conseguiu preservar...

Onde você ainda se reconhece
Na foto passada ou no espelho de agora?
Hoje é do jeito que achou que seria
Quantos amigos você jogou fora?

Quantos mistérios que você sondava
Quantos você conseguiu entender?
Quantos segredos que você guardava
Hoje são bobos ninguém quer saber?

Quantas mentiras você condenava?
Quantas você teve que cometer?
Quantos defeitos sanados com o tempo
Eram o melhor que havia em você?

Quantas canções que você não cantava
Hoje assobia pra sobreviver?
Quantas pessoas que você amava
Hoje acredita que amam você?

(Elaine deixou para mim, em teste. Li, pensando ser uma poesia. Procurei por ela no Google e é letra de música do Oswaldo Montenegro. Deixo o link, pra vc ouvir. 
É uma poesia, claro, uma linda poesia, com a maestria do Montenegro.
Lê pausadamente (como a Beth sabe tão bem fazer) e pensa na verdade das palavras. 
Aproveitei tudo, viu, Elaine? Inclusive a foto. Obrigada!
Intrigou-me o verso:
Quantas mentiras você condenava?
Quantas você teve que cometer?
Quantos defeitos sanados com o tempo
Eram o melhor que havia em você?

Ao longo da vida, quantas mentiras temos que dizer?
Quanto nos modificamos, às vezes até para pior, em função de outros?
Quer ouvir?       http://youtu.be/aV99ypbCidw

14 comentários:

Orvalho do céu disse...

Olá, querida Lúcia
Quem nos mente nos destroça o coração que anseia pela verdade em todos os níveis...
Bom fim de semana!!!
Bjm de paz e esperança

ML disse...

Mega lindo, depois que vc "contou" que era do O.Montenegro me lembrei da música.

bjnhs

Bombom disse...

Um belo poema! (A música também deve ser bonita, imagino)...
Engraçado que também fiquei na dúvida nessa quadra, mas nos 2 últimos versos.
Não gosto de mentiras nem de mentir, mas muitas vezes a vida faz-nos usar mentiras "piedosas". São as únicas que consigo aceitar...
Bjs. Bombom

Beth/Lilás disse...

Oi, Lúcia!
Nem conhecia esta música, pena que onde estou demora tanto para abrir o youtube! Mas, ouço no domingo quando voltar.
Também não sou de mentiras, acho que posso ser pega rapidinho, pois não tenho habilidades para tanto.
O que a Bombom diz é verdade, só se for mentira piedosa.
E outra coisa, nunca fiz lista de nada disso, apenas de compras de supermercado ou de presentinhos quando viajo. Reconheço que sou meio bagunçada nisso. hahaha
um super beijo carioca, da serra.

SONINHA disse...

Grande Montenegro!!! Sábio!
Beijocas, amiga!

Deia disse...

Oi Lúcia! Essa música é muito especial, porque provoca e nos faz olhar para dentro... Tenho evitado fazer listas ultimamente - rsrs! Um beijo muito querido, deia.

Lulú disse...

Olá Lúcia.
Que bom que você voltou. Seu lugar na minha lista estava guardado esperando você.
Seja bem vinda e já estou lhe segindo.
Beijos
Maria Luiza (Lulú)

Lulú disse...

Olá Lúcia.
Esqueci de dizer que já conhecia "A Lista", mas foi uma ótima oportunidade de escutar novamente. Adorei.
Beijos
Maria Luiza (lulú)

Heloísa disse...

Lúcia,
Seria, esse, um exame de consciência?
Vou lá ouvir a música.
Bom fim de semana.
Beijo.

Teresa Cristina disse...

Oiee!!
Ahhh esta lista de amigos de dez anos mantenho contato com dois de verdade...parece brincadeira, mas não é, pois ser amigo ñ é pra qqr hora e nem é para tds.
Cheguei por aki através de Ana do Misturação....ficando...
Adorei!!
Bjs♥Paz!!

Luma Rosa disse...

Ah, esses questionamentos são corriqueiros para mim, algo que faço até em excesso, principalmente quando retorno fisicamente em algum lugar do passado ou encontro alguém que não via a muito tempo. Mas daí, o mundo evolui. Evoluímos também? Os nossos valores são adaptados conforme a nossa vivência? Sei que, a cada dia que vivemos, temos que ter a consciência que não somos donos das verdades e que ser humilde, acatando o modo de ser e viver dos outros é a forma mais sana de passarmos por essa existência. Os conflitos são tempestades que um dia passam.
Ah, sabe que você já comentou essa música lá no "luz"?
Feliz com seu retorno!!
Beijus,

Lúcia Soares disse...

Memória boa é isso, Luma! Não me lembrava mesmo.
Bom ver você aqui, como a cada um que voltou a me acompanhar. Beijos!

Astrid Annabelle disse...

Bom dia! Vim para cá cedo Lúcia!
Colocar a leitura em dia.
O que mais gostei de tudo que li foi aquele post da poesia da Roseana Murray...
Essas listas eu não faço (até fazia quando era mais jovem!). Ando empenhada em viver o presente...apaguei muita coisa do passado e apaguei apagado...rssss
Seu blog está uma delícia e eu sinto como se estivesse em sua casa proseando com você.
Beijo grande e inté qualquer hora...isso é certo: eu volto!!!
Astrid Annabelle

Rosamaria disse...

Esta música é linda, Lúcia!
Às vezes temos que dizer uma mentira piedosa, melhor do que uma verdade chocante.
Meu grupo de amigas, que nos encontrávamos uma ou duas vezes por semana e em festas, infelizmente se espalhou. Umas foram morar longe, uma morreu, ainda entro em contato com duas por e-mail, telefone, ou face. O amor não diminuiu e quando nos encontramos é um festerê. S
ào as amigas de 10 anos atrás.
Bjim.