Um dia (in)comum

 Mais uma vez, grande Fal Azevedo:"... um dia incomumente difícil no que diz respeito ao controle e à minha eterna incapacidade de respirar fundo e deixar para lá."

 O sol brilha no céu infinito, irradiando luz e calor.
 Os pássaros cantam e alegram o dia. (Esses cantam sem abrir o bico. Acho que estão certos!)

 A chuva fina prenuncia um frio fora de época.
Nada pode me tirar a alegria.
Ou tudo me tira a alegria.

O dia amanhece iluminado.
Os pássaros gorjeiam no quintal. 
A primavera traz o fruto doce.

                 (Frutas colhidas na hora, quintal da minha mãe: amora, pitanga e manga)
 Há riso e alegria em toda parte.
O céu, de azul anil inspira o poeta.
O riso da criança alegra o coração.

 Sapos pululam na lagoa.
O patinho faz quá quá.
O pintinho faz piu piu.
O gatinho faz miau.
O cachorrinho faz au au.
Há um mundo de cor e luz,
basta saber enxergar.

(Hoje foi um dia muito, muito chato. E como ninguém tem nada com isso, é preferível desabafar de uma maneira sem pé nem cabeça. Incrível como as pessoas interferem na minha alegria! Pareço ter 12 anos, de tanta sensibilidade. Ou 5 anos, vontade de olhar pras pessoas e dizer o que eu penso. Ou os meus tantos entas e ficar calada, ou sutilmente desabafar. Sem pé nem cabeça, mas confiante em que amanhã será um novo dia. E que, por mais que me afetem, sou maior.)

11 comentários:

✿ chica disse...

Temos dias bem difíceis e temos direito de colocar pra fora, pra não explodir.Seja do jeito que for!

Ficou legal teu jeito! beijos,ótima semana,chica

Misturação - Ana Karla disse...

És grande sim!
Linda todas as imagens, mas a segunda é um show.
Xeros

Georgia Aegerter disse...

Oi Lúcia, gostei demais do teu texto final. Sabe que as vezes me sinto assim mesmo? Adorei tuas palavras.

Bjos

Kellen Bittencourt disse...

Muito bom Lucia, esse é o melhor caminho mesmo, por que além de desabafar sutilmente vc nos alegra com a poesia da vida, tomara que hj seja um dia melhor! Bjoooss

Beth/Lilás disse...

Lúcia,
Você extravasa falando, escrevendo, aqui ou no Face. Esta é a forma que você encontrou de se manifestar.
Parece que dá mais alívio, né mesmo?
Espero que o dia de hoje seja melhor para você, e vai ser.
beijinhos cariocas


Regina Rozenbaum disse...

Eiii Lúcia! Use e abuse todos os dias de sua mãezinha pq quando elas partem a saudade é presença imensa. Pitanga e amora do quintal da casa dela? Afff que delícia! A gente extravasa com o que tem e como pode, né? Importante mesmo é não deixar acumular essas tranqueiras dentro da gente! Ando meio devagar com o blogue e visitas, mas não poderia deixar de vir aqui agradecer sua visita e carinho deixado por lá. Volte sempre que quiser e puder!
Beijuuss

Nina disse...

Complicado isso ne Lucia? isso de nao saber como se comportar qd as pessoas se metem assim na nossa vida, devemos falar o que pensamos ou é melhor calar?

Aqui na Alemanha é tao facil lidar com o outro, aqui as pessoas sabem lidar mt bem com criticas, sabem conversar sem sair na discusso ou fazer cara feia, no Brasil acho isso taaaaao dificil :-(
mas vc se saiu bem com o post "meio pe nem cabeca" ;-)

como se chama essa frutinha escura à esquerda da foto com as mangas Lucia?

Lúcia Soares disse...

Amora, Nina. Delícia!
Beijo!

Calu disse...

Às vezes,os jeitos desencontrados são os que melhor nos exprimem.
Dias embolados, merecem que soltemos os fios conforme pudermos.
De toda maneira, o painel está bem lindo, Lúcia.
Bjos,
Calu

Palavras Vagabundas disse...

kkkkkkkk, melhor enlouquecer por aqui que cometer um crime!
bjs
Jussara

ML disse...

Você está e é viva, minha amiga.
Felicidade geral é alienação ou excessão.
Como disse Buda, o importante, é o caminho do meio...

bjnhs