Confiança virtual


A convite da Rosélia,de "mil e um blogs", todos voltados para a espiritualidade, vamos ver o que entendo por "confiança virtual". (clica no nome dela e conheça o blog).
Entrei para esse mundo virtual há 8 anos, quando meu neto mais velho nasceu. Nunca tinha ouvido sequer a palavra "blog" e fui apresentada a um quando uma filha, a tia do menino, criou um blog para ele. Aí me apaixonei pelos blogs e seus blogueiros. Cada blog que visitei o fiz por indicação de alguém e aí outro indicava outro e lá fui eu, criar o meu, por incentivo de duas amigas muito queridas, que ainda estão no campo virtual, mas desde ali vivem no meu coração. 
E assim é, se não me identifico com a/o blogueira/o, não volto ao blog, nem por curiosidade.
A confiança entre pessoas é algo que não pode deixar dúvida. Confia-se ou não. Não há meio termo.
Não precisamos pensar exatamente igual, mas seguir uma certa linha de compatibilidade, senão não "rola" nada. Sempre haverá quem goste do azul e não goste do verde e não é por isso que não vou me dar bem com a pessoa. 
Tenho amigas com religiões diferentes, amigos ateus, amigos petistas, amigos que amam cozinhar, amigas artesãs, amigos escritores, amigos caseiros, amigos que amam viajar, amigos ativos, "elétricos" e amigos dorminhocos, amigos que moram pertinho, ou bem longe, fora do Brasil. 
Amigos que vivem na França, na Alemanha, na Noruega, nos EUA, na Itália, na Espanha, no Japão.
De cada um pego um pouco e espero deixar um pouco de mim neles. 
A confiança vem naturalmente, quando começamos a ler até nas entrelinhas. Se não acontecer assim, melhor nem insistir. 
O blog da Rosélia, o seu carro-chefe, Espiritualidade, completa 6 anos de muita coisa boa. Fala de Deus mas não obriga ninguém a acreditar. Principalmente, ela respeita cada pessoa.
O que precisamos, afinal, para viver bem, além da compatibilidade, que é o nos que aproxima, é ter respeito por cada um, em nome da boa convivência.
Tive o prazer de conhecer pessoalmente a Rosélia e só confirmei o quanto ela é uma pessoa do bem, aquela com a qual se quer conviver e ser amigo para sempre. 
Vida longa ao blog e sempre nos ofereça lindas mensagens, Rosélia. 


12 comentários:

Toninho disse...

Bonita e perfeita compreensão desta relação.
Cada passo que damos nesta é uma aposta de nossa confiança,
que pode culminar com o desvirtualizar.
Eu sempre creio que formamos uma grande família, porque na família temos todos os tipos de personalidades e cremos que estamos todos com um objetivo de interagir nos paramentos do respeito, generosidade e com espaço para a gentileza sempre.
Uma linda semana abençoada Lucia.
Meu abraço de muita paz e luz.

✿ chica disse...

Também gosto de circular onde tenho afinidades, onde a casa está "aberta" e gostamos de sentar e papear... E isso acontece nesse mundinho dos blogs. Quando batemos nas portas certas é tri legal! E essa confiança deve existir e isso vamos percebendo com o tempo que os blogs existem e vão se desenvolvendo! Linda foto de vocês! bjs e tuuuuuuudo de bom,chica

Roselia Bezerra disse...

Olá, querida amiga
A gratidão faz-se presente em meu coração feliz por vc distribuir tanto carinho fraterno ao meu blog e interagir comigo a medida do possível.
É bom e salutar que nos irmanemos sem competições destrutivas e sempre procurando alegrar-nos no cotidiano, muitas vezes, tão cheio de afazeres que podem desestimular-nos...
Agradeço a Deus, em primeiro lugar, e, logo em seguida, a vc, amiga virtual em quem confio sempre e tenho sido muito contemplada...
Deus é Fiel e Generoso para comigo e creio que o é para VC...
Peço a Deus por vc e a recomendo à sua Proteção para dias posteriores onde almejo estarmos juntas, unidas e amparando-nos em todas as circunstâncias que poderão suceder-nos...
Tan, tan, tan, tan... rs...
Estava ansiosa por sua colaboração ao Tema pois sabia que vinha coisa boa...
Pois bem, estou lendo cada postagem desta Interação com muita calma e saboreando cada palavrinha colocada por vcs... aprendi muito até aqui... e a festa só começou...
Bendigo a Deus por ter-me inspirado pelo Tema...
A forma como vc chegou a ser blogueira foi distinta... pra cada um 'a vida' arranja um jeito... Ainda bem que VC chegou, amiga!!!
Penso como vc: confio ou deixo e confiar... ficar 'pisando em ovos' é que não dá, atravanca o progresso do blog... bem como meu progresso espiritual... meio termo não dá mesmo... fica como num 'campo de batalha'... 'campo minado', creio eu piamente...
Vc faz parte do rol de amigas que pensam, com convicção, sobre vários pontos e não desprezam-me por ser um tanto diferente por abordar um tema delicado a muitos... Ou seja: valiosa pra meu crescimento em muitos níveis... obrigada por isso...
Penso que adianta ser uma pessoa como vc é (tem várias seguidoras assim parecidas pois igual ninguém é) e não vir contribuir para nosso crescimento, achando-se a tal? Nada acrescenta para ninguém o 'olhar de cima do salto'... o bom é quando a gente respira fundo e vai! Ajudando o outro a crescer ano após ano... aí sim é louvável, sem menosprezo, com compreensão... por isso te agradeço, amiga e muito...
Feliz de quem não joga pra escanteio e procura, nas entrelinhas, algo a saborear e acrescenrtar... Bárbaro ser assim!
Seja abençoada e feliz...
E vamos confraternizar?
A vida merece...
Excelente semana e dias de festa (6 dias por lá no blog) para VC !
Bjm fraterno e festivo de muita gratidão

Cristina Pavani disse...

Olá, Lucinha!
Oito anos já?
Também adoro a Rosélia e vou lá para conferir (espero encontrar o blog correto - são mesmo muitos).
Tema instigante...
Nós, aqui do interior, acabamos confiando um pouco além da média, entretanto nos faz bem evitar tanta armadura e viver ama vida mais soltinha.

Beijinho confiante procê

Beth/Lilás disse...

Oi, Lúcia!
É isso mesmo, confiança virtual é o que temos tido nestes tantos anos.
Você já me acompanha há oito anos, que é o tempo do meu blog. O teu deve ter uns 6 anos, mas sei que você já lê blogs neste período, pois foi através deles que nos conhecemos, creio que pelo blog da Denise que fazia um ótimo blog, cheio de assuntos variados. Depois eu lhe dei muito encorajamento para fazer teu blog, pois sempre gostei das tuas colocações verdadeiras e interessadas, você realmente gosta do mundo virtual e se apega aos amigos.
Eu também, mas não tenho mais tempo para ele, meu mundo real está a cada dia me alugando mais e mais. Creio que voltarei lá pelo meio do ano que vem, por hora, continuo dando apoio aos blogueiros queridos de sempre, e você é uma delas, pois confiança é algo que se adquire com amizade e bom relacionamento.
um super abraço carioca


Lúcia Soares disse...

Que lindo. Rosélia! Obrigada por cada palavra boa que me desejou e pelos elogios. Muita paz e amor em nossas vidas, sempre.
Beijo.

Lúcia Soares disse...

Sim, Beth, foram você e a Laura a me incentivar, até eu resolver fazer meu blog, que "estreou" num dia 28 de abril, dia do meu aniversário. Exatamente em 28/04/2009
Chamava-se "Um amor de pessoa" e uns 2 anos depois o rebatizei como "De amor e de...". Este, encerrei em novembro de 2011. E depois, em fevereiro de 2012 voltei com o Sem Medida. Para mim é muito bom escrever, mas perdi mesmo o pique, evito assuntos, evito falar da minha vida pessoal e da família, enfim, limitei tanto que acabei perdendo a graça!
Mas creio que sempre escreverei, nem que seja só para mim.
Beijo.

pensandoemfamilia disse...

Creio , como vc, que confiança é construida e que voltamos aos blogs que nos sentimos acolhidos e respeitados em nossa individualidade. Nestes 6 anos de blogagem conheci muitas pessoas, algumas se foram, outras permanecem e com estas faço questão de nutrir a interação. Rosélia faz parte deste grupo, assim estamos nesta roda festejando os 6 anos do seu Espirutual-Idade. bjs

Socorro Melo disse...


Oi, Lucia!

Que bom estarmos aqui, para festejar, a vitória da amiga Rosélia, pela dedicação e perseverança nesses seis anos de Espiritual-Idade.

Seu texto, como sempre, muito atrativo, muito verdadeiro. Também penso assim, também estabeleço meus critérios, também tomo minhas precauões e respeito cada um, mas, quando não rola uma identificação, não dá... assim como na vida real.

Um grande abraço, amiga
Socorro Melo

Alfa & Ômega disse...

Pura beleza, Lucia! Adorei ler esse punhado de testemunhos e o carinho dado à Rosélia por esta festa! Confiar é como amor à primeira vista. O meu foi e não morreu ainda. Só não vejo isso acontecer mais. Confiança é reciprocidade ela brota instantâneamente e eu acredito na confiança virtual. Eu gosto de você e lhe tenho muito carinho e confiança! Te vejo muito no Face, não é? Grande abraço!

piteis da dinha disse...

Olá Lúcia!
Concordo com tudo que vc conseguiu colocar tão sabiamente no post. Não basta ser "amiga" virtual, tem que realmente existir essa simpatia mútua.
No caso da Rosélia, acho que ela sempre consegue conquistar amigos virtuais ou não. Ela é realmente uma pessoinha muito especial.
Muito obrigada pela visitinha no meu blog e pelo comentário deixado!
Bjsss e um ótimo finalzinho de tarde p/vcs

O Profeta disse...

Ouvi o vento e a música
Procurando um porto na madrugada
Ouvi a chegada de um navio
Julguei sentir uma voz amada

Meu Armando, meu amor...
Uma criança jogando lama ao meio dia
Embrenhada e perdida na alma
Com rimas colorindo pálpebras de nostalgia

Doce beijo