18 anos depois...

Contato

Eu chamo-te e tu não me ouves.
Estarás atrás daquela estrela, disfarçado
ou oculto numa nebulosa
à espera da palavra que te resgate?
Eu chamo-te e tu talvez me ouças
mas não possas responder-me
porque o vazio da noite não permite
a partilha de sons e de afetos
a uma tão grande distância.

Às vezes bastava-me olhar para o céu
para ter a certeza de que observavas
todos os meus gestos, todos os meus passos.

Era como se as nuvens guardassem 
um sorriso teu no seu bojo de ventos e de chuvas
Adormecia tranquilo no agasalho dessa crença.
Guardo numa gaveta de escrivaninha
a tua carteira, os teus óculos, o lenço
que usavas no dia que partiste.
E já se vão tantos, tantos anos.
De repente dei pela falta de teus telefonemas,
das perguntas inquietas que me controlavam
as horas e as errâncias.
Tinhas medo, um medo terrível de me perder,
e afinal  fui eu que te perdi.
Dizem que foi a vontade de Deus
E agora eu chamo-te e tu já não me ouves.
Ou será que ouves
e que a pequena estrela pálida, trêmula, esquiva
que me ilumina a manhã é apenas
uma forma de o céu escrever a palavra Pai?

(José Jorge Letria)


(Imagem do Facebook)

19 comentários:

✿ chica disse...

Estou aqui, li e reli a maravilhosa poesia e me encante com essa imagem do coração que transborda flores. LINDO demais,Lucia! Maravilha de post! beijos,ótimo fds!chica

manuel marques Arroz disse...

Lindíssima homenagem.

Beijo.

Marly disse...

Lucia,

Homenagem delicada e carinhosa. O tempo passa tão rápido, né?

Um beijo e bom fim de semana

Rachel disse...

Saudade de nosso pai. Saudade boa, que não dói mais. Saudade de sua presença em minha vida, das conversas que tínhamos durante nossas viagens. Saudade do marido de nossa mãe, que a acompanhava todos os dias. Ele sempre estará presente em nossa vida. Bjks mana.

Calu disse...

Nada como a poesia para traduzir sentimentos eternos:saudades e acolhimento.
Poema e imagem fazem um conjunto lindíssimo.

Bjos,Lúcia, e bom fim de semana.
Calu

Cristina disse...

O meu também já se foi... tudo tem sua hora.

Lúcia, respondi às questões do post anterior. Foi uma gostosa brincadeira.
Um beijo.

Palavras Vagabundas disse...

Também sinto uma falta imensa de meu pai!
bjs
Jussara

Evanir disse...

Quantas beleza em sua postagem!!
Eu também sinto uma eterna saudade do meu pai a muito tempo mora com Deus.
Linda seja sua noite .Um abençoado Domingo.
Evanir.

Maria Gloria D'Amico disse...

Muito delicado de ler ... e gostosa vibração no peito ... sim, dá saudades ...
Lindo! A imagem igualmente!
Um beijinho!

marina disse...

Já conhecia, mas é lindoo!
Vim aqui pelo blog da Cristina "Brasil,Leste Paulista!, mas acho que vou voltar, pois gostei muito!!!
Se quiser passar por Portugal,passe pelo meu cantinho...Live your dream!!!!

Pitanga Doce disse...

Lucia, é por isso que nessa blogosfera as pessoas se identificam. É pelo sentir. Quantas vezes, instintivamente, já pensei em ligar ao meu pai, depois do que me aconteceu? Só depois me vem à razão que ele não está.

Sheyla - DMulheres disse...

Lucia

O tempo não perdoa e passa rápido. Linda homenagem a quem partiu e foi importante em sua vida.

bjos, sua linda. Uma semana maravilhosa.

Kellen Bittencourt disse...

Oii Lucia, engraçado como o tempo vai tornando nebulosas as lembranças dos que partem, perdi minha mãe a 8 aanos, e sito que a perco cada dia mais, a medida que as lembranças vão ficando esfumaçadas, não sei explicar, mas lamento não ter vivas as lembranças! Linda homenagem ao seu pai! Bjooos

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

mto linda essa homenagem Lucia. imagino o quanto de saudades ha nos seus pensamentos...
que ele esteja bem aonde estiver...

mtas felicidades pra vc e os seus! bjao querida amiga

ML disse...

LINDO!
Li que é homenagem - luxuosíssima, Lucia!

bjnhsssssss & loveeeee

Georgia Aegerter disse...

Lúcia que lindo, que imagem fantástica!!!

Retornando das férias...

Tudo bem por ai?

Bjos

Sílvia Gianni disse...

Oi Lúcia,
que linda homenagem! Que belo texto!
Me vi ali, no sentimento mais puro de saudade sem dor, mas com algumas lágrimas.

Beijos.

Astrid Annabelle disse...

Linda poesia, linda homenagem!
Linda a imagem.
Lúcia, minha querida, li sentindo um arrepio...ainda tenho a lembrança do meu marido muito forte...
Temos que nos acostumar...
Beijo no seu coração.
Astrid Annabelle

Teresinha disse...

Olá Lúcia,
A poesia traduz a saudade de alguém tão importante, né?
Linda homenagem.
Beijos mil