O melhor de mim

(Este texto foi escrito em 19/10/2010 e fazia parte da blogagem coletiva proposta pela Elaine nos 2 anos do blog dela, o Um pouco de mim.

A Elaine propôs esse tema porque a maioria das vezes falamos de nossos defeitos.
Falar das qualidades parece que é "feio", é gabolice, é pedantismo, é falta de humildade.
Pois não acho!
Tenho muitas qualidades, nem sempre reconhecidas, mas me orgulho delas.
O melhor de mim quem conhece são meus netos.
Com Letícia que, na época, morava comigo, exercito minha alegria, minha paciência, minha ternura.
Já que não posso abraçar os outros netos, que moram em outro Estado, abraço-a com uma "fúria" enorme , uma vontade  de que fosse cada um deles.


("Empoleiradinho" acima, Estevão, 3 anos; abaixo dele, o gêmeo Henrique e no chão, o gêmeo Fabrício, meus "buzudunguinhas" de 1 ano e 7 meses)

 (Como o post tem 2 anos, somem 2 aninhos nas idades dos netos)

O melhor de mim está no meu coração, que se indigna com muitas coisas, que sonha com  muitas soluções para esse mundo caótico de hoje.
O melhor de mim é meu desprendimento para o material, que às vezes nem acho vantajoso. Se posso ter, porque não tê-lo?
Mas não consigo, fico travada, pensando em tantos miseráveis que nada têm.
Uma pieguice, parece, mas sou assim.
Sou linda, forte, sensível, alegre, otimista, rica, sensata, sonhadora, prática, educada,simples, fina, chic, culta.

Ué, eu acho!
Ser linda, para mim, não implica o físico. Sou linda nas minhas ações.
Ser rica, para mim, é ter saúde, paz, amor, tranquilidade financeira.
O melhor de mim está em ser mãe, em ser uma mulher (esposa), em ser uma filha, uma irmã, uma amiga de qualidade.
Nem por uma linha falarei dos meus defeitos. Mas são muitos. E se a proposta fosse essa, falaria.
O melhor de mim é acreditar que a vida pode ser melhor, que passos têm que ser dados um a um , que ferir a terceiros e a si próprio é muito fácil e o cuidado tem que ser diário.
O melhor de mim está em aceitar como verdade absoluta a existência de um Ser magnífico, que olha por mim, por minha família, por todos nós.
Que muitas vezes é ignorado, rechaçado, negado, mas está presente, calmamente esperando que Sua luz clareie os pensamentos de todos e Ele resplandeça, vitorioso.
O melhor de mim está em meu coração generoso, que deseja o bem a todos, que não sabe perdoar (no sentido de "esquecer"), mas que sabe, generosamente, jogar para o fundo da memória o mal causado, ou ignorar sem ferir de volta.
O melhor de mim está no orgulho do legado maior deixado por um pai que nada tinha, a não ser o amor a nós e o lar que nos deixou: a certeza de que valemos mais pelo nome que honramos do que pelos bens que temos.
O melhor de mim está em poder olhar nos olhos das pessoas e não precisar desviá-los nunca, pois valho o que falo.
Sou um oásis no meio do deserto.
Sou o sol morninho do fim de tarde.
Sou uma taça de banana split.
Sou um fadinha velando os sonos.
Sou uma manhã de sol.
E, meio assim, renascida depois de um mês caótico, quero ter de volta esse sorriso no rosto.
Modifiquei algumas coisinhas, bem poucas, do texto.

9 comentários:

✿ chica disse...

Lindos teus netos e a alegria de tê-los e adorei o poder olhar nos olhos sem desviar.Isso vale!!! Muiiiiiiiiito!! beijos,tudo de bom,chica

jose claudio disse...

Costumamos ter muita dificuldade em falar do melhor de nós. Uns por modéstia, outros exageram e chegam a ser inverossímeis. Você dosou o melhor de si de forma cativante e sincera. Um ponto a mais pra você. rsrs. Adorei, Lúcia. Abração e ótima semana.

Heloísa disse...

Lucia,
Ótimo esse seu texto, e valeu repeti-lo.
Muito bom reconhecer suas qualidades e, sobretudo, conseguir falar sobre elas de modo cativante.
Beijo.

Beth/Lilás disse...

Lúcia,
Muito bom ver você reagir com auto estima. É isso que a gente tem que fazer, olhar pra dentro de nós mesmos e reconhecer, validar nossas boas qualidades.
Linda foto da Letícia, que menininha fofa! E os moleques, cada um mais cara de levado que o outro. hehe
fofos da vó!
beijos cariocas

pensandoemfamilia disse...

Muita sinceridade transparece no seu escrito. Olharmos o melhor de nós e cultivar, pois somos imperfeitos e , por vezes não nos apreciamos tanto.
Olhar nos olhos, primo por isto também.
bjs
Lindos netinhos...

Nina disse...

que linda mesmo vc é Lucia! adorei mt mt tudo isso que escreveu. tenho enfrentado problemas com meu filho que parece ter uma super autoestima mas nao tem... e saber da importancia de se ver bela e util assim como vc fez aqui, traz todo o sentido pras coisas.

Um beijo grande

Renata Soares disse...

AMA! Sem mais...

Liliane Blog Sonhar e Ser disse...

oi querida....
que DELÍCIA (eu não tô gritando, só pra mostrar que eu achei uma delíciaaaaaaaaaa ver você assim.
Graças a Deus, de bem com a vida.
Show tia Lúcia.
bjs.

ML disse...

E é gente boa pra caramba!
Feliz que vc está ok.
Muitos bjs, paz e mais textos, pls!

bjnhs na Lê que por sinal deve ser bem levadinha - a galerinha também tem uma carinha bem... sapequinha.
ADORO!

Hierarquia pra quê? Democracia ou anarquia são bem mais divertidas!
Mas há de haver respeito e educação. De todo modo, ninguém precisa ser rude com os petits. A gente "entra" no momento psicológico deles e vai "aparando as arestas". Sem stress.
Só "na moral" ; > )

bjnhs