Amigos virtuais/Blogagem coletiva

Lendo o blog da Luma, cheguei ao post da Ana Paula, convidando a falar de amigos virtuais. http://ladodeforadocoracao.blogspot.com.br/
Esta blogagem foi motivada pelo acontecido semana passada, quando a querida Chica fechou todos os seus blogs, nos dando um enorme susto! Mas foram tantos os e-mails e os pedidos do neto Neno e do maridão Kiko que a fez, rapidinho, voltar à vida de blogueira, que ela tanto ama. A Chica é a blogueira mais presente em todos os blogs, quase sempre é a primeira a ler. E esse amor que temos por nossos amigos, ainda que nunca os tenhamos visto, é que nos motiva a continuar. Um beijo mais do que especial à Chica. 

Ando desanimada para tudo, sem inspiração, mas ainda gosto muito de ir aos blogs amigos. Pela minha lista ao lado, veem que sigo bastantes blogs. (É esquisito escrever "bastantes", mas é assim mesmo). Então, claro que aderi a essa blogagem, porque falar de amigos virtuais é muito bom.
Não digo que todos os blogs que sigo me deram amigos "de verdade", ainda que apenas no campo virtual, mas com certeza a maioria é de pessoas que, mesmo que nunca nos vejamos pessoalmente, considero amigos. Para o que der e vier, como na vida real. 
Tenho blog há 6 anos. O primeiro não está mais on line, mas guardo-o quietinho e com carinho. Comecei com o "Um amor de pessoa", em 28/04/2009 e um tempo depois troquei o nome para "De amor e de...". Há uns 3 anos o fechei e abri esse "Sem medida". 
Os amigos que fiz, ao longo desses anos, são inúmeros.
Pessoalmente conheço alguns e virtualmente posso dizer que conheço centenas e adoraria poder abraçá-los. 
Para alguns já telefonei, com outros mantenho correspondência por e-mail e agora reforcei ainda mais os laços, usando o Facebook. E ganhei novos amigos, com certeza.
Sou muito afetiva e realmente sofro quando não sou aceita. Na internet tem muito disso, grupinhos que se unem e deixam indevassável a entrada neles. 
Blogar é interagir, é estar aberto a opiniões que sejam contrárias às nossas, mesmo porque não somos iguais. Quando vou a um blog e não encontro receptividade, também não fico ali. 
Com algumas blogueiras tentei me entrosar, insisti meses, até anos, mas não deu "liga" e realmente desisti de insistir. Se não vamos interagir, não é amizade.
Amigos confidenciam, desabafam, riem e choram juntos. Se não, não é amizade.
Perdi algumas amigas pelo destino, que as tirou de nós.
De outras ganhei o título de mãe, fui madrinha de casamento, recebo carinho e atenção constantes, e me dou muito.
Certamente acredito em amizade virtual e algumas tomam uma proporção maior, superando até algumas amizades reais, mas de quem não nos dá a devida atenção, não o tempo todo.
Blogar, para mim, é sinônimo de interagir. Ninguém quer ter um blog para ficar "às moscas", sem um comentário. Seguidores ali, marcados, não importam tanto, mesmo porque há muitos que não se colocam como seguidores, mas são os primeiros a comentar.
Meu beijo especial para duas pessoas que me incentivaram a blogar. Era uma comentarista assídua e elas me diziam, todos os dias, para criar o meu blog. 
Laura, que já não escreve mais no seu Não tem pão francês na França, um doce de menina e Beth Lilás, que dispensa apresentações.
E um abraço apertado naqueles que já abracei pessoalmente, que são minhas (meus)  amigas-os/filhas/irmãs.Se eu esquecer alguém, vem cá e me fala, eu ando avoada...
Ana Seerig, Deusa, IvanaJosé Cláudio Adão,o Cacá, Lívia, Liza, Rosélia. 
A Nilce, abracei com carinho no ano em que se foi. Saudade para sempre.
Sim, não tem como não acreditar em amizade virtual. 
Basta encontrar as pessoas certas. rs

(Estou com a sensação de que esqueci alguém...)

14 comentários:

✿ chica disse...

Que legal,Lúcia!Também gosto de interagir na blogosfera .É isso que nos deixa mais e mais amigos por aqui! Adporei teu comentário por lá e tua participação aqui ficou DEZ! bjs,m tudo de bom,chica

Cristina Pavani disse...

Olá, Lucinha!
Para mim, que vivo aqui no "cafundó", blogar foi um descortinar de mundos!
Também me apego em companheiras virtuais, e quando algumas somem de repente, fico meses preocupada...

Ah, sua mãezinha é linda e você se parece com ela!

Beijão interiorano prá ti

Ivani disse...

Lucia, não disse que vinha? Concordo com você, blogaR sem que haja amizade e carinho não tem graça.
Precisamos de afinidades, trocas, chamegos até.
Volto agora para retomar o fio da meada, estou contente por reencontrar os amigos e não ficar presa ao facebook apenas. Vamos então reforçar nossa amizade aqui!
Beijos, com tempo vou lendo suas postagens anteriores, e espero que me visite também.

Licia Dutra disse...

Oi Lúcia,gosto muito de interagir com outras blogueiras,mas os blogs antigos que eu gostava e interagia há alguns anos estão sumindo,tenho uma lista grande no meu que até preciso tirar porque não existem mais.Bjss.

✿ chica disse...

Lucia, voltei pra ver.Obrigadão pelo carinho! Valeu! Lindo dia e tuuuuuuuuuuuudo de bom! chica

Ana Paula disse...

Oi Lúcia! Que bom que você decidiu participar!
O susto que a Chica nos deu também nos presenteou com essas boas surpresas acontecendo, por exemplo a volta da Ivani, a possibilidade de conhecer outros blogs!
Andava sentindo um desânimo também por aqui, mas sabe que essa interação me fez ver o quanto nós realmente gostamos dos blogs. Então uma força de cá e de lá restabelece laços.
Um beijo!

Luma Rosa disse...

Oi, Lúcia!
O desânimo é um bichinho que se deixarmos, toma conta... Assim como coçar: Blogar e coçar; é só começar! Só fiquei ausente do "Luz" quando a minha mãe faleceu e quinze dias depois quando voltei, a energia que as pessoas deixavam em comentários me ajudou a reerguer a coragem e vontade de viver. Essas coisas não tem preço.
Leio sempre as suas postagens no facebook, mas quando vejo que postou no blogue, venho correndo! :) A paz dos blogues é mais relaxante pra mim. Aqui me sinto em casa! Aqui encontrei você, uma mulher sábia no sentir e conhecer as pessoas e que transmite sinceridade e afeto. Se não fossem os blogues, as redes sociais não existiriam, mas vejo as redes como uma pisada no formigueiro que já foram os blogues. Mas os tuneis ficaram...
Beijus,

Tina Bau Couto disse...

Oi!
Vim aqui lá da casa da Ana
E desânimo pega a gente mesmo qd em vez
Processe e se anime
Os amigos virtuais são um bom canal
Pelo Face que não tenho não posso te ler, mas por aqui será um prazer te receber lá e vir cá ler, trocar ideias, inspirações, desânimos e animações.
Beijos meus, abaianados e blogueiros ;)

Maria Gloria D'Amico disse...

Sabe, eu também ando com pouca inspiração Lúcia. E percebo que isso está acontecendo com outras pessoas também. Desde o segundo semestre do ano passado que sinto isso. Há uma aceleração no ar, as pessoas parecem não ter tempo para parar e viver um momento que não ofereça nada além de uma gargalhada, um café com um olhar, comtemplar o céu, coisas simples assim. Todo mundo tem que 'correr' ... muito chato isso.
A nossa Chica querida é super presente mesmo, como você disse Lucinha. Ela também me deu um susto. Me deu vontade de pegar ela no colo! Eu tenho carinho, tenho amor pelos amigos virtuais, que em muitos casos, eu 'conheço' até mais que os amigos reeais.
Parabéns pela participação.
Um beijo amore mio s2.

Carlos Medeiros disse...

Bastantes soa estranho mesmo, esses dias mesmo num livro estava escrito bastante. Acho que o editor escorregou. Acho interessante blogar, pena que tá perdendo um pouco daquele "glamour" gostoso que havia anos atrás, com certeza causado pelo sucesso das redes sociais. Abraços.

Roselia Bezerra disse...

Olá, querida Lúcia
Demorei mas cheguei... virose chatinha...
Conhecer vc foi muito bom pois vi que é o que é... sincera, honesta e transparente...
Amamos blogar e interagir...
Bjm fraternal

Neli Alves disse...

Eu amo o seu blog mas, andava sem ânimo para comentar. Estou voltando... devagarinho...
Bjks, Neli Alves

Pepa disse...

Menina, tomei um susto quando Vi me falou da Chica, como ando corrida com as plaquinhas, quando eu vi ela já tinha voltado (ainda bem que não precisei fazer uma manifestação, srrss)

Concordo com tudo que vc disse , amizade sem interação não é amizade... ás vezes recebo cobranças, de que não visito, não comento, mas sabe o mais engraçado ? Quem me cobra, só aparece pra cobrar, nunca comenta no blog, nem no face... ah, ai fica difícil né?? rsrsrs

Confesso que amo o blog, muito mais que o face... sei lá, blog é como a casa da gente, quem entra lá (tirando as exceções) é como se estivesse entrando dentro da minha casa mesmo.. no face é como aquele vizinho que a gente encontra na rua, a gente papeia, tchau e cada um na sua casa...
Mas desanimar é comum, principalmente com tantos problemas que nos cercam ás vezes, mas não pode desistir !!!

Bjus 1000 querida !!!!

Beth/Lilás disse...

Lúcia, pois eu posso tardar hoje em dia, talvez pela grande interação que temos pelo Face, mas nunca abandono os blogs e as(os) amigas(os) de sempre, como você, queridona.
Eu também fui perdendo a vontade de certas coisas pela rede, uma delas, blogar. Talvez advenha do fato de ter participado tanto no tempo da Glorinha, pessoa que marcou muito minha vida e que era 'expert' neste ato de entrosar, criar laços afetivos no mundo virtual.
Não sinto mais vontade nenhuma de blogar, falo isso de coração, melhor do que ser hipócrita, mas perdi esta vontade com a morte da Glorinha. Sei lá, algo esgotou-se dentro de mim neste sentido.
Nos blogs encontramos respeito e consideração pelo que a pessoa escreve e se esforça para transformar em leitura de interesse, com imagens para ilustrar melhor o pensamento.
Já no Face, vejo um lugar de trocas rápidas de informações, indignações, pensamentos filosóficos, coisas deste tipo. Então, percebo nitidamente hoje, que lá é um lugar de interação muito bom, mas tem que saber se conduzir, enquanto aqui, é como uma casa, um lugar onde a gente recebe quem quer e gosta muito.
Estarei sempre aqui, lendo e tecendo comentários, mesmo que tardiamente, mas nunca desprezarei quem faz do uso das palavras, um canal para expressar sentimentos verdadeiros.
um grande abraço carioca e, obrigada pela deferência carinhosa.