Cozinhar é dom?

Cozinhar é uma arte que não domino. 
Mas passo temporadas sem ajudante e aí tenho que encarar a cozinha.
E faço uma comidinha danada de boa.
Minha mãe tinha mãos de fada, fazia tudo super bem e seus dotes culinários são lembranças boas para nós. Numa casa com tantos filhos e orçamento apertado, tinha que colocar a imaginação para funcionar. Nem sempre havia carne, mas quem precisa dela naquele macarrão que ela fazia? Só com molho de extrato de tomate e um queijo ralado por cima, o minas mesmo, porque parmezon era luxo.
Ela nos colocou na cozinha desde cedo, pelo menos as 3 mais velhas, e acabamos sabendo cozinhar e agora até irmã cozinheira profissional eu tenho. (Mas, interessante, esta não foi da turma "obrigada" a cozinhar, Mônica "pegou gosto" por si só. Clica no nome dela e conheça-a)
Tenho para mim que, mesmo que a gente não goste de algo, se for fazer tem que fazê-lo bem feito e assim eu cozinho o trivial bem gostoso.
Tenho admiração pelas pessoas que amam cozinhar, que já acordam pensando no menu, se não dormiram pensando.
Tenho amiga que se levanta, deixa alguma coisa preparada, sai, passa a manhã fora de casa e na volta, em 20 minutos, coloca o almoço na mesa. Claro que a industrialização veio para ajudar mas agora já é vilã. Eu, como nunca fui adepta, pouco me envolvo com as novidades que propõem nos facilitar a vida. Não gosto de congelados, desconfio na hora se um prato foi feito no dia anterior, que dirá daqueles que são feitos para durar meses no freezer. 
Temperinhos milagrosos nunca me pegaram, gosto é da boa e velha dupla alho e sal. Caldinhos prontos, veneninhos em forma de gostosura, não entram na minha cozinha. 
Claro que a vida tirou o tempo precioso da gente e agora mal nos sentamos para comer. 
Contudo, saber se organizar facilita demais. 
Não acredito que cozinhar seja um dom, mas quem tem o gosto para isso e sabe usá-lo, certamente tem um verdadeiro prazer em estar na cozinha.
Eu faço uma comida básica, mas bem feita, sem exagero de sal e de óleo. Sempre tive consciência disso, muito antes de saber os malefícios do não-saber-usar.
Meu pai tinha o hábito de pedir para levar o pilão à mesa e se servir, diretamente no prato, de um bocadinho do alho e sal que restava ali. Ou colocava uma nuvenzinha de sal sobre a comida já no prato. Pimenta do reino era básica e todo tipo de pimenta pura era com ele mesmo. 
Acho que hábito de fumante, para ativar o paladar, já que o cigarro o tira em grande parte.
Hoje cozinhei em casa de mamãe e fiquei pensando em como não me desagradou fazê-lo, nem no menu pensei, fiz o que estava à mão, e a carne que tinha sido retirada do freezer.
Carne congelada, só para a semana. Se deixar "meses" no freezer, quero distância.
Pratos mirabolantes, cheios de "fru-frus" não são minha praia. Gosto do trivial, bem feito.
Para ir para a cozinha é preciso inspiração. Mesmo o arroz-com-feijão do dia a dia pode fazer a diferença e ser melhor do que os complementos.
Verdade que se comida caseira não fosse a delícia que é, eu nem abriria o meu fogão. Comprava uma cafeteira, para nem ter que abri-lo para fazer o cafezinho da manhã, que é o único que bebo. 
Mas nada me impede de "aprender" a gostar, afinal. 

(Imagens retiradas do Google. Se são suas e quer o crédito, me avise.)

13 comentários:

✿ chica disse...

Gostei de te3 ler,Lúcia! Eu como tu, não gosto de frescuras, nem nas comidas, nem em nada na vida!

Gosto de cozinhar(quando tenho saco), mas por vezes, acho um SACO! Todos os dias, comprar,m pensar, cozinhar e depois limpar.HAJA! <Mas quando a vontade está animada, pé legal! E tenho algo bom,por sorte! Sou ti rápida! Em pouco tempo preparo tudo e sem me matar,rs;;; E quando tem um bom garfo em casa, como Kiko, vale a pena! Já Neno é meio à reboque.Come devagaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaar,quase morro só de ver! beijos,tudo de bom e lindos e saborosos pratos por aí! chica

Cristina Pavani disse...

Como eu te entendo, Lucinha!

Estou escrevendo justamente sobre minha cozinha pragmática. Morro de medo do excesso de industrializados.

Excelente domingo - e faça aquele macarrão!

Abreijos

angela disse...

adorei ler esta postagem, apesar de não ser a a sua praia você encara com valentia e sabedoria. por estas e por outras que gosto tanto de você! bj

Denise disse...

Oi, querida!
Hoje saí do face e vim te ler aqui.
Eu gosto de cozinhar, aprendi tarde, por necessidade. Faço de tudo um pouco, gosto da minha comidinha. Tb não sou exagerada nos temperos. Meu marido tb enche a comida de piments, isso me enristece, pois não deve sentir o gosto de nada mais!
Mas gosto mto de presentear e mimar as pessoas queridas com comidinhas feitas com todo amor! É uma delícia proporcionar prazer a quem amamos :)
Bjs e boa semana!!!

pensandoemfamilia disse...

Oi Lucia
Não gosto de cozinhar, mas aprecio quem o faça. Gosto de boa aparência na comida, não precisa de frescuras.

Vi no face e aqui estou. bjs

Brechique da Dodoca disse...

Oi, Lucia!

Tenho pensado muito nessa coisa de cozinhar: também não sou dada a gracinhas na cozinha, mas, de um modo geral, faço gostosinho!!! Rssssssssssssssss
Como você bem disse: se é pra fazer, vamos fazer direito!
Adorei sua postagem!
Bjssssssssssssss, quérida!
Deus a abençoa!

Clara Lucia disse...

Lúcia, mesmo cozinhando há uns 25 anos, não tenho dom, não gosto, não tenho paciência e tenho preguiça de aprender.
Sou do tipo que inventa receita e, claro, nunca dão certo.
Sempre tiro um tempero e coloco outro... e sempre, sempre sempre fica meia-boca.... Não tem jeito.
Faço o trivial e mesmo assim nunca fica igual do dia anterior.
Ainda bem que meus filhos/cobaias não reclamam... tadinhos!
Eu digo a minha filha que se eu fosse boa de fogão, estaria ganhando dinheiro com isso e seríamos todos obesos em casa.
Gostamos muito de comer, mas não tenho paciência mesmo pra ficar mais de meia hora no fogão fazendo algo... isso me deixa estressada e de mau humor.
Querida, uma ótima Páscoa pra vc e sua família, apesar dos pesares, Deus olha por vocês todos aí!
Beijos

Bia Jubiart disse...

Que delicia de post!
Amo cozinhar, inventar... Gosto de ir na feira ou direto na horta comprar produtos frescos, faço as minhas conservas e cozinho com prazer. O resto é consequência...
Lúcia fiquei lisonjeada e quase derreti com o seu comentário no post "Saudosa Maloca", vindo de você, uma mestra das palavras, e quem sempre me ajuda com o toques sobre o escrever correto no Face. Obrigada!
Acalento um sonho bem escondidinho de um dia escrever um livro, acho que não estou preparada e que ainda não é o meu tempo...

Linda, bjosssss.

Luma Rosa disse...

Oi, Lúcia!
Ah, acho que você domina a arte culinária sim! Pois é atenta aos detalhes do bem cozinhar e o faz para que a comida seja saborosa e nutritiva.
Bom ter pessoas que saibam cozinhar na família! Aqui em casa é o meu irmão. Ele tem um restaurante em Campos do Jordão, mas antes ele viajou muito estudando. Quando ele está em casa, não me meto. À mim cabe apenas "enfeitar" os pratos ou rasgar alface!
Feliz Páscoa!!
Beijus,

Maria Gloria D'Amico disse...

Assim mesmo que é bom, na simplicidade. Tudo fica perfeito e me identifico com a sua visão sobre o alimento. Não gosto de nada industrializado. Eu faço os meus caldos, nada de quadradinho super salgado e com gosto articifial.
Mas eu adoro cozinhar, então passar horas na cozinha é um prazaer pra mim. Alguns dias, é claro que não quero nem chegar perto da cozinha.
Fumei por cinco anos e quando fiquei grávida, deixei o cigarro para sempre. A primeira coisa que me encantou, foi que meu paladar havia voltado. Eu tinha perdido e nem percebi. Graças por ter parado de fumar.
Gostei de ler Lucia, um beijo amore.

Georgia Aegerter disse...

Sao quase 8 da manha por aqui e eu abro este teu blog com todas essas comidas deliciosas...me deu uma fome...

Olha, deixei uma resposta pra vc. Aqui: http://saia-justa-georgia.blogspot.de/2015/03/3-semana-b-o-desafio-de-amar-o-amor-nao.html

Beijos

ECR ENGLISH SCHOOL disse...

Lúcia, parabéns.
Adoro ter você no meu facebook, e agora ver seu blog! Adoro-a.

Sheyla Xavier disse...

Lúcia
Cozinhar deve ser um prazer e não uma obrigação. O trivial é super luxo, eu adoro. Eu só cozinho comidas de um prato só rsrs e nada de pratos requintados e cheios de frescuras. Adoro saber os hábitos à mesa dos seus.

Mil bjokase uma boa semana,
http://www.dmulheres.com.br/