Viver a vida

Quando a situação é boa,
Desfrute-a;
Quando a situação é ruim,
Transforme-a;
Quando a situação não puder ser transformada,
Transforme-se.
(Viktor Frankl -
 médico psiquiatra austríaco, fundador da escola da Logoterapia, que explora o sentido existencial do indivíduo e a dimensão espiritual da existência. 1905/1997) W.


Certamente o Dr. Viktor está certo. Difícil é conseguir a transformação.
Não estamos preparados para as adversidades.
Mas elas acontecem e temos que seguir em frente, de toda maneira.
Quase nunca pensamos nos privilégios que temos. Parece-nos normal. Afinal, somos bons, porque não teríamos vida boa? 
Mas só nós somos bons, só nós merecemos vida boa?  E tanta gente melhor do que nós, que passa por mil atribulações? Raramente pensamos nelas. Ou usamos frases feitas. 
Cada um passa pelo que tem que passar.
Deus sabe o que faz.
Deus não dá o frio maior que o cobertor.
Tudo tem uma razão de ser.
Nada acontece por acaso.
Máximas que se tornam inúteis quando estamos mo meio de um turbilhão.
Desfrutemos de cada minuto, apreciemos o que temos, vamos rir muito, embora não possamos armazenar o riso.
"Quando a vida lhe der um limão, faça uma limonada", está em desuso. Pra limonada ainda vou precisar de água, que está em crise, de açúcar, que agora é veneno, de gelo, que é água...
Nada é fácil.

Transformar-se, de um  momento para o outro, porque a

situação exige, custa enorme esforço.

E se eu não quiser me transformar?

E se eu não conseguir me transformar? E se...e se... e se...

Mas é preciso ter força, é preciso ter raça, é preciso ter gana sempre, como diz a música Maria Maria, letra linda de Fernando Brant, que todo  mundo acha que é de Milton Nascimento. 
Não sou Maria mas tenho essa estranha mania de ter fé na vida, por isso vivo um dia de cada vez, esperando que a alegria volte a se instalar.


8 comentários:

✿ chica disse...

Adorei o texto inicial e depois as tuas colocações. Não podemos nos deixar abater pelo danado do medo e ficar nessa de E SE,E SE e mais E SE... Se não tentarmos mudar ou algo fazer, estagnaremos e morreremos assim,rs

beijos, tuuuuuuuudo de bom,chica

Élys disse...

Creio que precisamos viver um dia de cada vez, buscando fazer o melhor que possamos, acreditando sempre que amanhã será melhor.
Que seus dias sejam lindos,
Élys.

ECR ENGLISH SCHOOL disse...

Lindo!

Clara Lucia disse...

Tbm procuro viver um dia de cada vez, mas tem dias que é difícil, viu?
Aí me afasto, penso tudo o que tenho que pensar... passado, presente, futuro caso eu faça isso ou aquilo....
E depois vou voltando a minha vida de sempre, com anseios, sonhos, risos, alegrias.... E trabalhando muito, pois se não trabalhar, não se come o que se gosta. E geralmente o que me faz feliz é o açúcar, esse veneno que tento me manter longe, mas tenho para mim que só o açúcar me entende e me cura. Como beijo de mãe no machucado....
Só que o machucado agora é na parte de dentro... e dentro só o açúcar que pode me beijar....
Beijos, mana linda do meu coração!

Ana Paula disse...

Sei que está em desuso, mas eu faço sim minha limonada e bem doce! Já foram tantos os azedumes enfrentados que aprendi a adocicar a vida!
Beijo!

Beth/Lilás disse...

Lúcia, bom dia!
Ah eu também tenho fé na vida, sou uma Maria Maria, ainda.
Vivo meu dias na certeza de que sempre virá um melhor, porque sou otimista de nascença. rsss
Ultimamente, os fatos mundiais tem me deixado meio down, mas procuro sempre o lado brilhante da vida e parto em direção a ele, acho que é uma necessidade grande de sobrevivência e amor à vida.
O importante é não nos vitimizarmos e vestir isso como hábito. É nossa obrigação viver a vida que o Criador nos deu e se precisarmos adaptar coisas novas, devemos tentar, afinal o mundo está em plena ebulição e transformação sempre.
um beijinho carioca outonal.

pensandoemfamilia disse...

E se . e se. não nos leva a nada. Mesmo sendo difícil é melhor tentar do que paralisar.
Sua frase, "esperança na vida" é uma força, certamente.
bjs

Carmem Grinheiro disse...

Olá, Lúcia.
A transformação em nós vai se processando gradualmente, com nosso esforço, como você diz, tomando da música linda "Maria, Maria".
Não é fácil, mas, para nossa própria sanidade emocional é necessária.
Eu estou no esforço =)
Não tenho a pretensão de acreditar que atingirei essa capacidade na perfeição, mas tenho a esperança, para meu próprio bem, que consiga limar arestas.

bjn amg