Post it tem "mil e uma" utilidades


Sem uma inspiração para escrever, peguei-me visitando meus arquivos e cheguei ao rascunho onde anotei como se fazem esses lembretes (acima), usando os famosos post it.
O site é o wigflip.com e depois clique em superstickies, ou vá direto: http://wigflip.com/superstickies
Quando cheguei lá, a primeira frase que me veio à cabeça foi esta, do recadinho.
E conhecer sobre o famoso papelzinho de lembretes me deu o tema.
A "cola" que tem o adesivo foi criada em 1968, por um cientista da 3M, Spencer Silver. Ele desenvolveu uma cola de pouca adesão e de fácil remoção. O cientista tentou, por 5 anos, divulgar o produto, sem sucesso.
Sabe quando colocamos um papelzinho para marcar uma página de livro, e este papelzinho cai, toda vez que vc abre o livro? Então. Isso acontecia sempre com Art Fry, outro  cientista e funcionário da 3M, amigo de Spencer Silver.
Ele cantava no coro de uma igreja e toda vez que abria o livro de hinos na página marcada, o marcador caía e o aborrecia. Então, teve a ideia de usar a cola adesiva do amigo nas fichas que usava como marcador.
A 3M começou a fabricação, que não foi bem aceita, em 1977. Só depois da empresa fazer uma distribuição gratuita, em Idaho, é que começou a fazer sucesso, já em 1980. Daí, Canadá, Europa e o mundo todo.
Hoje existe a versão mais forte, chamada post-it superstick, que pode ser usado em mais superfícies, não só as lisas.
O mais comum é o Post-it quadrado com 7,5  cm quadrados de área, de cor amarelo canário. A empresa 3M possui a patente em cima do nome e os nomes "Post-it" e a cor  são marcas registradas.
Hoje o post-it é amplamente usado, tem vários tamanhos e cores e fabricantes, que usam a patente da 3M.
Na cola do produto (sem trocadilho) apareceram outras utilidades para o papel adesivo, inclusive lúdicas, como papeis decorados, para uso de crianças. E embalagens.
 Exposições de arte.
Marcadores de páginas, separadores para fichários, por ex.
 Em São Paulo, na Galeria Melissa, a parceria com a 3M deu nisso (não sei quando, ou se ainda está ocorrendo).
E, o melhor da história do famoso papelzinho para lembretes:
  • Todos os blocos de notas adesivas Post-it são recicláveis.
  • Todo papel utilizado nas notas Post-it® é certificado pelo SFI (Chain of Custody Certified), o que garante que vem de florestas bem administradas, onde as árvores são replantadas. (Daqui)
Gosto muito de ter esses papeizinhos à mão, mas ainda tenho o hábito de colocar lembretes enfiados nos interruptores de luz. Falta de mUdernidade, né?

14 comentários:

✿ chica disse...

Que legal,Lucia! Adorei teu recadinho...

E foste saber a origem, nunca soube disso.Gostei! Aqui em casa os uso muito e assim que Neno volta da escola, pego o bloquinho deles e ele passa todos os temas , trabalhos escolares para os dias seguintes já marcados e os colocamos em ordem das datas,grudadinhos num painel, bem à nossa vista.

Assim, ainda que ele quisesse esquecer a bruxa vó está ali pra cobrar,rs

Adorei te ler! beijos,linda semana!chica

Kellen Bittencourt ( Trilhamarupiara) disse...

Oiii Lucia, eu adoro esses bilhetes adesivos coloridos, as vezes nem uso mas sempre compro, adoro as cores fortes! Bjoosss

Álbum da Artesã disse...

Adoro curiosidades e esta tua foi muito legal.
Jinh♥s

Heloísa disse...

Esses adesivos são demais, Lúcia.
Muito úteis. E servem bastante para entreter as crianças. A Isadora fica feliz quando ganha um bloquinho deles.
Beijo.

Nina disse...

rs, entao foi assim que surgiu esse papal maravilha? Lucia tbm é cultura :-)

Palavras Vagabundas disse...

Tenho uma amiga que diz que essa é a melhor invenção dos últimos 100 anos, rs
Como você deixa bilhete no interruptor de luz? Não entendi.
bjs
Jussara

Cristina Pavani disse...

Oi, Lucinha, Excelente tarde!

Eu (e as outras professoras) uso estes papeizinhos, contudo não conhecia a origem...
Quanto aos retalhos de EVA que aplico como marcadores de textos, colo com fitas dupla-face, senão caem mesmo.
Perder uma página importante em meio a vinte criancinhas barulhentas e impacientes é o fim!

Beijico procê.

Beth/Lilás disse...

Eu adoro esses papeizinhos, me chamam a atenção quando vejo em lojas e, muito raramente, não compro.
O último bloquinho que adquiri é de coração e com várias cores e o anterior, tinha uma capa com jujubas coloridas. Parece coisa de criança, mas adoro estas besteirinhas de papelaria.
beijos cariocas

ECR ENGLISH SCHOOL disse...

...como é grande o meu amor por você ... rsrs

Lúcia, você está de parabéns. Adoro a maneira com que você se comunica, quando escreve textos de sua autoria. É um prazer ler suas postagens tanto lá quanto cá.

Ana disse...

Adoro esse amarelinhos, não vivo sem!
Eu gosto tb do rosa, acho ultra feminino.
Adorei conhecer mais sobre os queridinho nosso de cada dia.

Beijos

Luma Rosa disse...

Oi, Lúcia!
Uso bastante as notas adesivas do computador, mas quase nunca os "post-it"! Uma vez marquei um processo e arquivei. Passou um tempo, fui consultar e aproveitei para retirar os lembretes e ficou a marca da cola. Por isso nao uso em alguma coisa que vai demorar para ser lido.
Eu ainda uso o imã de geladeira para colar o recado ou deixo solto sobre a cafeteira.
Se é para alguém da família, prefiro usar o torpedo :)
Foi super legal conhecer a história de como o inventor chegou a elaborar o post-it. Chamou atenção o amigo que tem arte escrita como nome.
Beijus,

Algodão Tão Doce disse...

Amei conhecer o seu blog,achei maravilhoso.Visite-me:http://algodaotaodoce.blogspot.com.br/
Siga-me e pegue o meu selinho!!!

Obrigada.

Beijos Marie.

ML disse...

Lucia, vc dependura recadinhos em interruptores de luz?
E se a luz acabar, como é que fica?

: > ))))))))

Eu dependuro pela casa, em lugares inusitados, tipo no pote de café, onde certamente vou me lembrar. A não ser que... mude de gosto: > )))))

bjnhsssssssssssssssssssssss

Eli Pechim disse...

Interessante a origem do post-it, Lúcia, eu não fazia a menor ideia. Mas amo também. Aqui em casa temos posts-it em quase todos os cômodos, porque na hora da necessidade eles são fáceis de destacar, deixar um bilhetinho ou escrever um lembrete, então sempre tentamos ter um bloquinho à mão. Adoro os coloridos mas acabo sempre comprando os amarelinhos tradicionais, porque acho mais fácil de ler. Beijo