Questão de competência/Segure esse abacaxi!

A competência, segundo o dicionário, é formada pelo conjunto de habilidade, atitude e conhecimento (é a capacidade de mobilizar conhecimentos, valores e decisões para agir de modo pertinente numa determinada situação.)  
O texto abaixo roda pela internet há muito tempo, sem que eu encontre a autoria. É uma pena que isso ainda aconteça, nessa era de comunicação tão fácil e rápida. Se você souber a autoria, me avise, por favor.



 "O caso do Abacaxi
João trabalhava em uma empresa há muitos anos. Funcionário sério, dedicado, cumpridor de suas obrigações e, por isso mesmo, já com seus 20 anos de casa.
Um belo dia, ele procura o dono da empresa para fazer uma reclamação:
– Patrão, tenho trabalhado durante esses 20 anos em sua empresa com toda a dedicação, só que me sinto um tanto injustiçado. O Juca, que está conosco há somente três anos, está ganhando mais do que eu e foi promovido para um cargo superior ao meu.
– João, foi muito bom você vir aqui. Antes de tocarmos neste assunto, tenho um problema para resolver e gostaria de sua ajuda. Estou querendo dar frutas como sobremesa ao nosso pessoal após o almoço. Aqui na esquina tem uma quitanda. Por favor, vá até lá e verifique se eles têm abacaxi.

A contragosto e até um tanto indignado pelo estranho pedido, o funcionário foi e voltou quase uma hora depois, pois havia aproveitado para fumar, tomar café na padaria da esquina e conversar com conhecidos que passavam.
Retornou e foi à sala do patrão:
– E aí João?
– Verifiquei como o senhor mandou. O moço tem abacaxi.
– E quanto custa?
– Isso eu não perguntei, não.
– Eles têm quantidade suficiente para atender a todos os funcionários?
– Isso também eu não perguntei.
– Há alguma outra fruta que possa substituir o abacaxi?
– Não sei, não…
– Muito bem, João. Sente-se nesta cadeira e aguarde um pouco.

O patrão pegou o telefone e mandou chamar Juca. Deu a ele a mesma orientação que dera a João:
– Juca, estou querendo dar frutas como sobremesa ao nosso pessoal após o almoço. Aqui na esquina tem uma quitanda. Vá até lá e verifique se eles têm abacaxi, por favor.
Juca partiu para cumprir a missão e, em oito minutos, voltou.
– E então? Indagou o patrão.
– Eles têm abacaxi, sim, e em quantidade suficiente para o nosso pessoal. Se o senhor preferir tem também laranja, banana e mamão. O abacaxi custa R$1,50 cada, a banana e o mamão são R$1,00 o quilo, e a laranja R$20,00 o cento. Mas como eu disse que a compra seria grande, eles me deram 15% de desconto. Aí, aproveitei e já deixei reservado. Conforme o senhor decidir, volto lá e confirmo – explicou Juca.

Agradecendo as informações o patrão dispensou-o. Voltou-se para João que permanecia sentado ali e perguntou-lhe:
– João, o que era mesmo que você estava me dizendo?
– Nada sério, não, patrão. Esqueça. Com licença.
E João deixou a sala.

Moral da história: Se quisermos ir mais longe, não podemos nos acomodar.
Não se acomode. Tenha paixão! Agarre toda a tarefa com unhas e dentes e faça o melhor possível. Não esqueça: não há tarefa chata; chato é não ter tarefas."

Acho uma boa lição, porque há coisas que realmente demandam agilidade, presteza, saber fazer e acontecer. Num mundo tão imediatista como o de hoje, os "joão" sempre pensam que a melhor política é agir no redondo, fazendo o que deve ser feito, se possível bem feito, e deixar a vida os levarem.
Enquanto os que sabem o que querem e o que podem dar, como os "juca", sempre vão além.
Espero que sirva de inspiração para muita gente.
Não é à toa que um dos ditados mais conhecidos e repetidos é sobre ela: 
"Quem não tem competência não se estabelece". (ou seja, não se firma, não tem sucesso em sua área de atividade.)

14 comentários:

Neli Alves disse...

Já havia lido e acho perfeito! É assim mesmo que as pessoas costumam agir e, em alguns casos, se sentem prejudicadas por aquele que tem uma solução melhor, mais completa. Acontece também com as artesãs.
Bjks. Iaia Arteira

Bia Jubiart disse...

Lúcia,reflexão e "cutucada" perfeita! Menina, nesta minha vida já encontrei muitos "Joãos e Jucas", mas acredite já tive patroa que não gostava de eu ter iniciativa, falava que eu nunca ia ser uma boa empregada. Gracias a Dio! Os gestores atuais estão valorizando muito as competências, e a mulher vem sendo muito valorizada nesta área pela flexibilidade e adaptação.
Amei o post!
Tenha ma semana luz!

Bjooooo

Anita disse...

Excelente Lucia. Achei perfeito e mostrei até pro meu filho.bjs

Carlos Hamilton disse...

Olá Lúcia, que coisa maravilhosa este texto. Repassei para alguns amigos via e-mail.
Sou seu mais novo seguidor, vou te acompanhar a partir de agora.
Te convido para senta à minha Mesa de Conversa.

Abraços
www.mesadeconversa.com

Luma Rosa disse...

Oi, Lúcia!
Não tenho encontrado muitos Joãos, apenas abacaxis. Quer dizer, Jucas.
A moral da história também poderia ser: Agradeça o que você tem, pois deve ser merecedor. Reclamar só faz piorar!
Beijus,

Kellen Bittencourt ( Trilhamarupiara) disse...

Perfeito Lúcia, quem quer crescer hoje em dia tem fazer mais do que simplesmente o óbvio! Adorei, bjinhoss

Élys disse...

Texto excelente, que eu não conhecuia,Muito bom!,
Agradeço as suas visitas ao meu blog e desejo que tenha uma bela Páscoa muito iluminada e plena de bençãos.
Beijos,Elys.

Ângela disse...

Lúcia, excelente! Que sirva de exemplo.bj grande.

Ângela disse...

Lúcia, excelente! Que sirva de exemplo.bj grande.

Beth/Lilás disse...

Lùcia, como tem abacaxis hoje em dia neste nosso país!
A maior prova disto está nesta confusão que o governo fez com a Petrobras, incompetência por todos os lados.
Legal o texto!
um grande abraço carioca

boa viagem!

Calu B. disse...

Lucia,
este texto me trouxe à lembrança uma máxima conhecidíssima no meio educacional, dita pelo educador francês,Freinet:
" Pode-se levar o cavalo até o cocho, mas não podemos forçá-lo a beber"; ou seja, para que o conhecimento aconteça tem de ter a vontade como propulsora.
Te desejo uma Feliz e Abençoada Páscoa!
Bjos,
Calu

Jô Turquezza disse...

Já conhecia este texto.
Acho excelente.
Todos tem que ter criatividade e não fazer só o "água com açucar" do dia a dia.
joturquezzavariedades
Beijos.

ML disse...

Não conhecia a história, mas é PERFEITA, Lúcia!
De fato, no Brasil, mas em especial no Rio, a mão de obra é "descompromissada". Já chega cansada... Noto muita diferença quando vou à S.Paulo, o pessoal trabalha muito mais "ligado"!

ÓTIMA Páscoa, Querida, pra você e família.

bjnhs tb nos seus "levadinhos" :)

Allan Robert P. J. disse...

Que abacaxi, hein João?

:D