A um passo da felicidade

 A eterna busca pela felicidade. Assunto recorrente. E os conselhos são inesgotáveis.
Segui-los pode dar certo. Basta querer.
E como é preciso praticar, nunca é demais relembrar algumas práticas.
Estas, encontrei no Facebook. As considerações não são minhas, mas do autor.
Não confirmei a autoria, é interessante ver como as informações são desencontradas, então prefiro que, se você souber a verdadeira autoria, comunique-me.

15 coisas que você precisa abandonar para ser feliz

1. Desista da sua necessidade de estar sempre certo
    Há tantos de nós que não podem suportar a ideia de estarem errados – querem ter sempre razão – mesmo correndo o risco de acabar com grandes relacionamentos ou causar estresse e dor, para nós e para os outros. E não vale a pena, mesmo. Sempre que você sentir essa necessidade “urgente” de começar uma briga sobre quem está certo e quem está errado, pergunte a si mesmo: “Eu prefiro estar certo ou ser gentil?” (Wayne Dyer) Que diferença fará? Seu ego é mesmo tão grande assim?

2. Desista da sua necessidade de controle
    Estar disposto a abandonar a sua necessidade de estar sempre no controle de tudo o que acontece a você e ao seu redor – situações, eventos, pessoas, etc. Sendo eles entes queridos, colegas de trabalho ou apenas estranhos que você conheceu na rua – deixe que eles sejam. Deixe que tudo e todos sejam exatamente o que são e você verá como isso irá  fazer se sentir melhor.
   “Ao abrir mão, tudo é feito. O mundo é ganho por quem se desapega, mas é necessário você tentar e tentar. O mundo está além da vitória.” Lao Tzu

3. Pare de culpar os outros
    Desista desse desejo de culpar as outras pessoas pelo que você tem ou não, pelo que você sente ou deixa de sentir. Pare de abrir mão do seu poder e comece a se responsabilizar por sua vida.

4. Abandone as conversinhas autodestrutivas
    Quantas pessoas estão se machucando por causa da sua mentalidade negativa, poluída e repetidamente derrotista? Não acredite em tudo o que a sua mente está lhe dizendo – especialmente se é algo pessimista. Você é melhor do que isso.
  “A mente é um instrumento soberbo, se usado corretamente. Usado de forma errada, contudo, torna-se muito destrutiva.” Eckhart Tolle

5. Deixe de lado as crenças limitadoras sobre quem você pode ou não ser, sobre o que é possível e o que é impossível. De agora em diante, não está mais permitido deixar que suas crenças restritivas o deixem empacado no lugar errado. Abra as asas e voe!
   “Uma crença não é uma ideia realizada pela mente, é uma ideia que segura a mente.” Elly Roselle


6. Pare de reclamar
   
Desista da necessidade constante de reclamar daquelas várias, várias, váaaarias coisas/pessoas/ momentos/situações que o deixam infeliz ou depressivo. Ninguém pode lhe deixar infeliz, nenhuma situação pode lhe deixar triste ou na pior, a não ser que você permita. Não é a situação que libera esses sentimentos em você, mas como você escolhe encará-la. Nunca subestime o poder do pensamento positivo.

7. Esqueça o luxo de criticar
    Desista do hábito de criticar coisas, eventos ou pessoas que são diferentes de você. Nós somos todos diferentes e, ainda assim, somos todos iguais. Todos nós queremos ser felizes, queremos amar e ser amados e ser sempre entendidos. Nós todos queremos algo e algo é desejado por todos nós.

8. Desista da sua necessidade de impressionar os outros
    Pare de tentar tanto ser algo que você não é só para que os outros gostem de você. Não funciona dessa maneira. No momento em que você para de tentar com tanto afinco ser algo que você não é, no instante em que você tira todas as máscaras e aceita quem realmente é, vai descobrir que as pessoas serão atraídas por você – sem esforço algum.

9. Abra mão da sua resistência à mudança
    Mudar é bom. Mudar é o que vai lhe ajudar a ir de A a B. Mudar vai melhorar sua vida e também as vidas de quem vive ao seu redor. Siga a sua felicidade, abrace a mudança – não resista a ela.
  “Siga a sua felicidade e o mundo abrirá portas para você onde antes só havia paredes” Joseph Campbell

10. Esqueça os rótulos
      Pare de rotular aquelas pessoas, coisas e situações que você não entende como se fossem esquisitas ou diferentes e tente abrir a sua mente, pouco a pouco. Mentes só funcionam quando abertas.
    “A mais extrema forma da ignorância é quando você rejeita algo sobre o que você não sabe nada”     Wayne Dyer

11. Abandone os seus medos
     
Medo é só uma ilusão, não existe – você que inventou. Está tudo em sua cabeça. Corrija o seu interior e, no exterior, as coisas vão se encaixar.
     “A única coisa de que você deve ter medo é do próprio medo” Franklin D. Roosevelt

12. Desista de suas desculpas
     
Mande que arrumem as malas e diga que estão demitidas. Você não precisa mais delas. Muitas vezes nos limitamos por causa das muitas desculpas que usamos. Ao invés de crescer e trabalhar para melhorar a nós mesmos e nossas vidas, ficamos presos, mentindo para nós mesmos, usando todo tipo de desculpas – desculpas que 99,9% das vezes não são nem reais.

13. Deixe o passado no passado
      Eu sei, eu sei. É difícil. Especialmente quando o passado parece bem melhor do que o presente e o futuro parece tão assustador, mas você tem que levar em consideração o fato de que o presente é tudo que você tem e tudo o que você vai ter. O passado que você está desejando – o passado com o qual você agora sonha – foi ignorado por você quando era presente. Pare de se iludir. Esteja presente em tudo que você faz e aproveite a vida. Afinal, a vida é uma viagem e não um destino. Enxergue o futuro com clareza, prepare-se, mas sempre esteja presente no agora.

14. Desapegue do apego
      Este é um conceito que, para a maioria de nós é bem difícil de entender. E  tenho que confessar que para mim também era – ainda é -, mas não é algo impossível. Você melhora a cada dia com tempo e prática. No momento em que você se desapegar de todas as coisas, (e isso não significa desistir do seu amor por elas – afinal, o amor e o apego não têm nada a ver um com o outro; o apego vem de um lugar de medo, enquanto o amor… bem, o verdadeiro amor é puro, gentil e altruísta, onde há amor não pode haver medo e, por causa disso, o apego e o amor não podem coexistir), você irá se acalmar e virá a se tornar tolerante, amável e sereno… Você vai alcançar um estado que  permite compreender todas as coisas, sem sequer tentar. Um estado além das palavras.

15. Pare de viver a sua vida segundo as expectativas das outras pessoas
      Pessoas demais estão vivendo uma vida que não é delas. Elas vivem suas vidas de acordo com o que outras pessoas pensam que é o melhor para elas, elas vivem as próprias vidas de acordo com o que os pais pensam que é o melhor para elas, ou o que seus amigos, inimigos, professores, o governo e até a mídia pensam que é o melhor para elas. Elas ignoram suas vozes interiores, suas intuições. Estão tão ocupadas agradando todo mundo, vivendo as suas expectativas, que perdem o controle das próprias vidas. Isso faz com que esqueçam o que as faz feliz, o que elas querem e o que precisam – e, um dia, esquecem também delas mesmas. Você tem a sua vida – esta vida agora – você deve vivê-la, dominá-la e, especialmente, não deixar que as opiniões dos outros o distraiam do seu caminho.


Leia e releia. Vale aplicar pela vida afora. Se eu fosse mais persistente quanto aos meus desejos, certamente não seria quem sou agora e nem estaria onde estou, possivelmente.
Ainda assim, sou feliz. Cada um é feliz à sua maneira, afinal.
(Foto do Facebook) 

Editei para não perder o vídeo de vista. Chegou-me às mãos ontem, 22/11/13 através da Mônica, minha irmã. Tem tudo a ver com o post. Assista com tempo, o documentário dura pouco mais de 1h.

http://www.eumaior.com.br/

21 comentários:

Marli Soares Borges disse...

Lúcia, também li esse texto no fb. E gostei. Mas seguir a risca essas regras é um verdadeiro apostolado e isso é para poucos. Mas, de qualquer forma, a gente vai tentando. Bjs

✿ chica disse...

Recebi por email, sabes que tudo do FB é compartilhado,rs e gostei, mas como a Marli, creio que cumprir tudo é difícil...


beijos,lindo dia!chica

Kellen Bittencourt ( Trilhamarupiara) disse...

Oiii Lucia querida, tem se falado tanto nesse assunto né, poxa vida, até a novela das 7 entrou na questão, mas enfim o que é o viver senão o desejo de ser feliz não é mesmo, acho que estou no caminho, de tudo que li são poucas as coisas que eu me vejo, talvez a questão do controle, o apego em algumas situações, a culpa sobre algumas questões do passado, mas acho no geral tenho me esforçado p fazer a lição de casa, porém é sempre um dia após o outro, é um aprendizado eterno com certeza! Mas me considero uma pessoa muito feliz se não fosse a Fibro seria melhor ainda mas enfim nada é perfeito! Adoro vir aqui! Bjinhossss

Palavras Vagabundas disse...

Lucia, sobre a primeira regra, acredito nela firmemente, tanto quem em minha sala de trabalho tinha um quadrinho com os seguintes dizeres; "Não quero ter razão, quero ser feliz!"
Se a gente pratica essa regra diariamente as outras são consequências.
bjs
Jussara

Heloísa disse...

Lúcia,
Acho tão complicadas essas receitas de felicidade.
Parecem aqueles conselhos para uma boa nutrição. Você deve comer por dia seis frutas frescas, quatro castanhas, quatro amêndoas, deve tomar um copo de leite, dois litros d'ågua, um tanto de proteínas e por aí vai…Já imaginou tentar seguir esses conselhos?
Beijo.

Misturação - Ana Karla disse...

Oi, Lúcia
Não sei se é tão fácil assim, mas o fato de tentarmos já nos ajuda na conquista da felicidade.
E medo?
Tenho muitos medos e esses precisam ser eliminados.
“A única coisa de que você deve ter medo é do próprio medo” Franklin D. Roosevelt
É certo.
xeros

Néia Lambert disse...

Lúcia, o ser humano seria perfeito caso conseguisse seguir todas essas dicas, quem sabe algumas pelo menos.

Beijos

Cristina Pavani disse...

Ótima tarde, Lucinha!

Na roça, não éramos criados para ser felizes, e sim para lutar pela vida. A felicidade na superação estava dos obstáculos.
Quando me casei, aos vinte anos, o lema para a classe baixa era: "CASAR-SE CEDO PARA LUTAR CEDO".
Os casamentos davam certo, pois o objetivo era seguir na luta, e não apenas ser feliz a qualquer custo.
Estes conceitos ficaram amalgamados em mim, então valorizo muito mais a serenidade...

Beijin quase mineiro procê.

Calu B. disse...

Oi Lucia,
recebi este texto duma amiga via email e não havia referência ao autor e lhe digo que com algumas ressalvas em certos ítens , acho que os conselhos dados são bem positivos para uma melhora nas relações pessoais.Vale a pena considerar-se atitudes de maior bem-estar e afetividade para com o próximo e a vida.
Uma colorida semana pra ti.
Bjkas,
Calu

Bruxa do 203 disse...

Estou louca para ver esse vídeo!

Meu Deus!! Como eu preciso seguir essas dicas ou pelo menos melhorar. Às vezes deixamos coisas pequenas serem mais fortes do que nós e isso não ajuda.

ML disse...

Todos os passos são perfeitos, Lucia, quem me dera, um dia, colocar tudo em prática - pelo que me conheço, sempre vou vacilar... Mas tento, cada vez mais, ser tranquila... bjnhssssssssssssss

Luma Rosa disse...

Oi, Lúcia!!
Todas as questões podem se resumir em apenas uma: O Medo. Pois todas as questões apresentadas derivam do medo: medo de não ser aceito, medo de fracassar, de perder o controle, de ter que assumir a culpa, de ser rejeitado, de expor fragilidades... A questão é saber expandir a mente e parar de querer ser o centro do mundo.
Boa semana!!
Beijus,

Brechique da Dodoca disse...

Oi,Lucia,
essa é, ou deveria ser, a nossa luta diária, né não?
Às vezes, metidos e sufocados na correria do dia a dia, nos esquecemos de pôr em prática ou sermos mais persistentes. Alternamos. Mas não julgo isso ruim. Penso que é melhor estar tentando, ainda que afrouxemos nas tentativas, do que ficar na inércia.
Afinal, para mim, a vida é feita dessas conquistas, que nem precisam acontecer subitamente nesta minha existência. Se for, melhor.
Bjssssssssssssssssss,quérida, Deus a abençoa!

Beth/Lilás disse...

Ah eu já tinha lido isto pelo Face, muito legal, mas na prática ...
A imagem é que adorei, muito linda.
um beijão carioca

Aline Lima disse...

Olá Lucia, gostei muito do seu post, acredito que precisa ser lido sempre para não nos esquecermos!=D

Algodão Tão Doce disse...

Olá amiga,vim retribuir sua carinhosa visita ao meu cantinho.
Obrigada,volte sempre
Beijos Marie.

Bia Jubiart disse...

Esse "EuMaior" acho que foi o que vc enviou p/ a Luma... Vou assistir lá daqui a pouco as entrevistas.
Pelo que li estou no caminho certo...
Delícia de post, como não compartilhar?

Tenha uma ótima noite!

Bjãoooooo

Lúcia Soares disse...

Obrigada a todas que compartilharam no Facebook. Acho que é "um serviço de utilidade pública", né? Se as pessoas realmente se conscientizassem que a felicidade é possível e "olha" pra nós o tempo todo, seriam...felizes! rs
Boa noite, Bia!

Amehlia Digital ® disse...

Já tinha visto, mas nunca tinha parado para ler como fiz agora...
alguns foram para mim. Estou aprendendo, entendendo e me esforçando para mudar.
Penso que se você absorve esses ensinamentos podem não fazer efeito agora... mas virão com o tempo.
Obrigada por dividir e por se importar com a felicidade do próximo!
Um bejim no seu coração!

✿ chica disse...

Vim agradecer teu carinho pelo niver! Obrigadão! beijos,tudo de bom,chica

Blog da Pandinha disse...

Amiga, neste meu momento de reclusao, pratiquei tudo isto e acho que estou pronta para ser feliz! Vamos juntas? Beijo grande