E assim ando eu...

...e assim ando eu, não exatamente com essas mesmas questões, mas outras bem maiores.
Mas vim aqui, bater um papo com vocês, pois eu mesma acho ruim demais ir a um blog e não encontrá-lo atualizado, mesmo sabendo que há inúmeras coisas que nos impedem de escrever.
Ando meio devagar, um pouco adoentada, uma faringite brava, que me tira a voz e o ânimo. 
Mas vai passar, claro.
Acho também que o Facebook tirou um pouco o pique dos blogueiros.
Ontem à noite, a Beth Lilás fêz uma brincadeira ótima, postando fotos de sua autoria, para que se identificasse o lugar, diverti-me muito, quer dizer, ando com tempo e disposição para o FB mas ando devagar para a escrita.
É muita informação, muita mudança de assunto, não mais nos concentramos em alguma coisa e debatemos.
Lançamos um assunto e nem bem fomos respondidas, ou curtidas, e já aparece outro.
Essa velocidade que imprimimos à vida anda me desconcertando.
Estamos deixando passar o tempo sem nos determos com coisas agradáveis, ninguém se fixa no hoje, quando é ainda a 3ª feira, por exemplo, já se postam fotos de animaizinhos ou bebês chorosos pedindo a 6ª feira.
Estranho isso, eu gostava muito de estudar e de trabalhar, claro que  a gente sonha com os dias de descanso, feriados, férias, mas ter ocupações na vida é algo positivo. Agora, parece que todo mundo só espera o amanhã chegar, só quer que o ano vire, enfim, acho que estamos muito acelerados e sem saber onde queremos chegar.
Semana que vem meus amores estarão aqui comigo e aí não terei mesmo tempo pra internet, pois 4 crianças juntas, isto sim, faz o dia correr.
Acabei de ler Gabriela Cravo e Canela (reler) e ando encantada com a escrita de Jorge Amado, antes não gostava dele...A gente muda, ainda bem!
E fico vendo essa minissérie, uma ficção quase total da história original, ali estão os personagens criados pelo autor do livro, alguns apenas citados, que ganharam vida própria na adaptação.
E a lascívia da personagem principal me impressiona, tão diferente da Gabriela original, que era uma jovem que achava natural satisfazer seu corpo, sem precisar seduzir com trejeitos e dengos.
Ah, sei lá, assim ando eu...Prestando atenção demais ao que não me leva a lugar nenhum.

(Imagem retirada do FB)

12 comentários:

Bombom disse...

Estou de férias e ando "longe" do mundo, mas de vez em quando cá dou um saltinho. Fiquei com "inveja" (boa) sabes? Mesmo com a barafunda, não há como ter os netinhos por volta! Cuida bem da garganta. Faz e toma um chazinho de gengibre ou de flor de anis. Faz muito bem. Um abraço da Bombom

✿ chica disse...

Estranha essapressa que impimimos à vida,né?

Não podemos nos deixar envolver por ela,senão não curtimos.

Não vou ao FB (até fiz a conta, mas não quero nada com ele, por enquanto...)Prefiro os blogs onde saboreio as palavras e sentimentos das migas. Fica bem ,te cuida!beijos,chica

Palavras Vagabundas disse...

Lucia,
depois de meses minhas filhas me convenceram a ter Facebook, não achei a menor graça! Gosto de escrever e ler o que os outros escrevem com vagar e atenção,acho difícil eu largar o blog. No blog o que escrevemos fica lá para revermos o que pensavamos em determinado momento e como mudamos ou não, o Face é um oba-oba que não leva a nada,pelo menos não para mim. Não some, não.
bjs
Jussara

Heloísa disse...

Lúcia,
Eu acho que, por conta dessa aceleração geral, o tempo passa depressa demais.
Estamos sempre pensando naquilo que vai chegar. No início da semana, já tem gente pensando no sábado e domingo.
Termina um feriado, estamos aguardando o próximo.
E por aí vai.
Imagino sua alegria em estar logo, logo com todos os netos. Delícia!
Beijo.

Calu disse...

Ao contrário, Lucia, eu creio que vc está sim, prestando atenção a detalhes, que podem ser superficiais ou profundos, vindos na enxurrada de informações, textos, mensagens e afazeres cotidianos que nos enchem os dias.
Sou contra essa pressa toda.Não sei se é a idade ou tempo de pausa do qual me acho no direito de desfrutar agora, na fase da vida que me encontro.
Daí vou temperando como posso o passo-a -passo dos dias.
Não tenho FB.Opção.Prefiro o blog.Acho que nele nos aproximamos mais das boas palavras.
Te cuida, gargarejo de chá de romã é muito bom.
Bjos,
Calu

Beth/Lilás disse...

Pois é, Lúcia, você viu o quanto demorei pra me aproximar do Face, né?
Eu até gosto de lá, mas não é a minha praia entende? O Face a gente joga uma frase e pode ser mal entendido e aí vem um monte de gente engrossar um caldo que pode ferver, por isso gosto das coisas leves como a brincadeira que fiz naquela noite. Você e o Man, amigos de longa data por aqui, curtiram porque são pessoas com boa índole e gosta de coisas sadias, a gente passou o tempo, ideal para quem tem insônio como nós, mas eu não consigo ficar naquilo plugada como vejo o pessoal todo dia, acho que é porque trabalham e têm acesso ao site também e aí, entre um trabalho e outro dão uma passadinha lá e se distraem.
Mas, nada é igual aos nossos blogs, esta interação preciosa que conquistamos no decorrer dos anos, da gente colocar nossos pensamentos, gostos, expressar indignação e alegrias, tristezas, trocas muito ricas pra todos nós, com certeza.
Quanto à correria da vida, acho que não tem muito jeito ultimamente, todos estamos sempre correndo um bocado para realizar as tantas coisas que queremos, mas se arranjarmos tempo para exercitar o corpo e a alma, ler um bom livro (acabei o Mia Couto agora e já peguei um de Ruy Castro maravilhoso), passear, ver o dia, blogar, claro, então fica tudo muito bom.
Como vês, não tenho preguiça em comentar, escrevo até demais às vezes, mas é o prazer de teclar que tenho, lembra os tempos de datilógrafa no meu primeiro emprego da vida. hehe
Pra quem tem dificuldade neste sentido é bom mesmo ficar pelo Face ou twitter, lá ou se clica no Curtir ou escreve-se resumidamente, não curto tanto, sinceramente.
Adoro minhas amigas blogueiras!!!
bjs cariocas

Valéria disse...

Oi Lúcia!
É verdade, você tem toda a razão,
as informações estão em toda a parte e em um ritmo alucinante. Estamos sempre correndo e desejando o dia da frente e mais e mais. Ando pelo FB lentamente, deixo uma frase, curto outra, confraternizo com os amigos que aparecem e só. Prefiro o blog, gosto desta troca por aqui.
Curta os netinhos e fique logo boa.
Beijinhos e tudo de bom!

ML disse...

Semana que vem seus 4 "levadinhos" vão estar com você, Lucia? que legal!
Meu sobrinho baby (3 anos) chama minha mãe de "vuvú" de brincadeira, é uma figuraça e adora "rock'n roll".
Quanto a não atualizar o blog, eu não esquento: se estou sem tempo ou sem "saco" deixo pra outra hora.
Facebook dou sempre uma olhadinha e Twitter não ligo muito não: gosto muito de Internet , mas é muito mais importante "viver", a "rede" é só um acessório ; > )
Quanto a Jorge Amado, vai que um dia eu gosto (li obrigada no colégio e achei um saquinho). Na TV, vejo não, quero não ; > )

bjnhs

PS: melhoras pra sua faringite.

pensandoemfamilia disse...

Oi Lucia
Eu não tenho Face, sei que muitos foram para lá, mas eu prefiro os blogs, pois a interação é mais continuada. Por outro lado, não daria conta de mais uma vertente.
Ontem, falava com uma amiga sobre a questão da pressa, a que dou nome de ansiedade, que não permite que as pessoas se debruçem sobre o que estão fazendo no momento.
Ah! como é preciosa a tranquilidade.
bjs

Liliane Blog Sonhar e Ser disse...

Lúcia....
quanto a imagem: dá pra por minha foto lá? rs
Euzinha da Silva.
que sufoco interno pra não virar uma bola gigante.

Quanto aos 4 foguetinhos. IUPI....
Deve ser bom ser vó.
Acho que vocês curtem mais a criançada do que os pais, que ficam cheios de preocupações.

Quanto ao face: ah.. ando chateada com ele.
Por conta dele a maioria dos queridos que iam e deixavam aquela palavrinha doce, no blog sumiram.

É diferente lá no face.
Nós não podemos fazer tantas colocações e eu tenho a impressão de que todo mundo "curte ou descurte" tudo.
Estranho....
Quanto a gripe li que o alecrim é muito bom.
espero que fique bem tia Lúcia.
reforça o sistema imunológico, descansa e "curte" o fim de semana.
beijinho no coração.

Luma Rosa disse...

Lúcia, nós amadurecemos para tudo. Com o passar do tempo educamos nossos ouvidos. Podemos até ouvir tudo mas seletivamente separamos com mais propriedade aquilo que nos agrada mais, daquilo que o modismo nos impõe. Isso acontece com a moda, com a leitura, até mesmo o paladar. Bem, nos educamos em todos os sentidos. Nas redes sociais também refletimos o nosso amadurecimento. À primeira vista nos comportamos como crianças, passamos a adolescentes e por fim, terminamos por sermos mais módicos em acessar e nos expormos tanto.
Tenho meu limite e não consigo passar o dia a fazer coisas na internet, pois fico dividida com as obrigações que tenho. Muitas delas responsáveis pela minha sobrevivência. Então, não dá mesmo!
O primeiro livro que li de Jorge Amado foi "Mar Morto", uma imposição escolar e lógico, antes mesmo de ser lido, odiado por todos! A verdade é que já comprei esse livro 4 vezes e todas as vezes empresto e ele não volta! Bom sinal ou não. Sei que já li esse livro 5 vezes. Eu gosto muito de toda a família Amado e nessa incluo a nossa amiga blogueira sobrinha do mesmo.
Bom fim de semana! Beijus,

Taia Assunção disse...

Essa velocidade e principalmente, essa ânsia pela mesma, me assusta. Eu adoro o sábado, dia em que o maridão almoça em casa e depois o domingo, um dia inteiro pra nós dois. Mas eu adoro os dias da semana, a rotina e tudo mais que a vida tem a oferecer. De vez em quando o desânimo me pega de jeito, mas logo passa. Menina, quatro crianças, delícia e trabalho na mesma proporção. Domingo que vem, estaremos em casa, Graças a Deus. Beijocas e bom final de semana, sinta-se a vontade para pegar o que quiser lá no blog.