Minhas "Eu"

Sou muitas. Acho que sou "normal".
Dentro de nós moram muitas (os).
Não é por causa de signo, nem de circunstâncias. Está no DNA de todos.
Ninguém é perfeitinho, é igual o tempo todo.
"Sou assim, nasci assim" é sina? Claro que não! Podemos ser o que quisermos, a qualquer tempo.
Os anos (não a idade) ensinaram-me muito. Burilaram-me. Ou deixaram em mim a pedra bruta que tenho de ser, às vezes.
A impaciência é minha companheira atual. E a preguiça.
Durante anos vivi uma linha, agora quero mudanças.
Hoje bato no peito que não quero usar amarelo.
Amanhã quero a blusa mais amarela das amarelas. E daí?
Não gosto de usar preto, mas tenho blusas pretas. E quando uso, sempre vem a afirmativa: "- Mas você não gosta de preto!" Não me sinto bem de preto, mas às vezes quero usar, e daí?
Minha casa já foi organizada, hoje está apenas arrumada. 
Procurei o grampeador e não o encontrei no lugar. O melhor de tudo é que as pessoas da casa também não sabiam dele. Como assim, saiu e nem avisou?! Depois o encontrei, na janela do...banheiro. Olha só onde o danadinho quis ir passear! Sim, ele foi, pois ninguém o tinha colocado ali.
Criei 3 filhos em regime de guerra. Mandei e desmandei, era dona absoluta da situação.
Hoje vejo as filhas com suas crias e me pego pensando que cada um é cada um e escolhe ser o que é.
Dou opinião, tento ajudar, mas a vida é delas, escutem se têm juízo.
Agora essa coceira, de novo, para deixar os fios do cabelo ficarem brancos. Cansei de pintura, acho uma tirania, cansei de muita coisa, mas o cabelo posso deixar do jeito que quiser, será que posso? Pelo menos vou tentar, o que pode acontecer de pior é ter que pintá-los de novo.
As muitas que moram em mim andam pedindo mudanças. Radicalizar.
E quando penso que era pra estar sentada, crochetando ou tricotando, ou bordando, ou cozinhando para os netos, as inquietações me mostram que agora é minha hora, muito pelo contrário!
Preciso aprender a ser eu, juntando as tantas que existem em mim, e viver em harmonia com todas.
Deixar a emburrada pra lá, sair com a alegre, dormir com a otimista, cantar no chuveiro com a menina, sentar na escada e ficar olhando o nada lá fora, além das janelas.
Nunca deixar que se percam de mim a que tem esperança, a que acredita nas pessoas, a que ama além da conta, a que espera sempre que as coisas de ajeitem, pois Alguém está no comando.
Preciso, principalmente, saber a quem alimentar dentro de mim. Pois aquilo que cultivo é que sobressai.
Minhas "Eu" serão sempre eu mesma, num jogo do contente, por que, de verdade, é só o que nos resta.

20 comentários:

✿ chica disse...

Que legal te ler... Abres o coração e derramas.Isso é bom! Eu também já não me importo com tanta coisa dentro de casa como antes. Tenh um faxineira( meia boca,rs) e conservo durante a semana, SEM ME MATAR.. Há dias que passo apenas onde "passa a procissão",sr...
Pra que?
A casa fica e eu me vou ? Ou deixo de fazer o que quero e gost? NEVER!!!
Isso JÁ ERA!!!

Temos que viver o melhor que pudermos, sem muitos adiamentos de planos, pois de repente, nada mais dá!

Assim ,vamos que vamos, com energia pra ser felizes sempre que der e sem ter obrigação disso.

beijos,tuuuudo de bom,chica

Liza Souza disse...

Lindo texto, Lu! Ah, sou suspeita pra falar, mas pra mim todas essas mulheres que existem dentro de voce sao admiráveis, exemplos pra mim.
Beijo grande!

ELIANA-Coisas Boas da Vida disse...

Acho que deve arriscar e quem sabe se surpreender ficando linda e maravilhosa!
De qualquer forma sempre podemos mudar a hora que quisermos!!
Adoro te ler é sempre uma grata surpresa!
beijo

ML disse...

Sabe o quê, Lucia?
Este seu post me fez chorar. Verdade.
Tão delicado... E sábio.
Repito + 1 vez: vc escreve tão bem e requintadamente, eu - se escrevesse como vc, lógico - ia dar uma pesquisadinha sobre como funciona o mercado editorial. Vc percebe que escreve "na linha" da Martha Medeiros? Cronista moderna.
É muito bom mesmo, moça, profissional.

PARABÉNS pelo post, bjnhs, ótima semana!

PS: quanto à "tentação" do cabelo branco, os "belos fashion" não são tão "naturais" assim: a mulherada passa no salão, descolore (é necessário retirar a "cor"... Ou aguardar uns... 2 anos pra igualar?), e faz as tais "mechas invertidas. Tonalização: uns cinza muito claro (quase brancos) outros cinza meio claro/meio escuro, uns no tom original, outros escuros, etc.
Dizem os "hair designers" que quanto mais degradé melhor).

Melhor conversar antes pra ver se o "profissional responsável pela química" entendeu o recado. Dizem que levar uma foto do que se pretende ajuda muito. Afinal, 1 imagem vale mais do que 1000 palavras, né?
; > )

bjnhs e arraza com o visu de seu novo "hair".

Anônimo disse...

Eu acho que vai ficar lindo sua Eu de cabelos brancos... sempre achei. Vai ficar estranho enquanto estiver crescendo mas logo passa... Tevinho vai perguntar o que aconteceu, pq tá perguntando coisas até pro moço que entrou no elevador e eu tenho que cara de paisagem pra não piorar a situação, tipo, fui abduzida... Estou gostando de algumas e estranhando outras de suas facetas, mas cada dia te admirando mais. Vejo muito de mim em vc, do que gosto e do que odiei um dia, mas tento peneirar o que me fortaleceu. Tem dado certo. Bjos, ama. Fá

Brechique da Dodoca disse...

Oi, Lucia querida!
Nossas eus são mesmo curiosas! Umas encantadoras, outras medonhas. Ainda bem que elas se alternam e são capazes disso em vários momentos do dia!
E, penso, graças a elas é que damos conta de fazer, resolver, praticar, ih! um monte de verbos que simplesmnte resultam em viver!
Bjsssssss, quérida!

Valéria disse...

Oi Lucia!
Menina, eu bem poderia ter escrito isso, é a minha cara, estou assim como você.rss
Li de um fôlego só como se vcê estivesse ao meu lado exorcizando estes pensamentos todos, pois funcionou assim para mim. Amém!rss
Beijinhos e tudo de bom!

Palavras Vagabundas disse...

Lucia,
o que você escreveu é tão EU. Não me importo tanto com casa, de cozinha como nunca gostei, dei um grande Adeus quase que definitivo e a neta quem cria são os pais eu no máximo mimo. Agora é a minha hora, ainda trabalho mas mais devagar e gosto de me postar ao sol para nada.
A gente tem que tomar um único cuidado, não levar qualquer crítica a sério, deixar que pensem o que quiserem quem sabe de mim sou eu.
bjs
Jussara

Cristiano disse...

Gostei da parte da vida ensinar... e que bom que vc aprendeu. Pq as vezes a gente ve pessoas que nao aprendem nada.

Heloísa disse...

Lucia,
Seus posts sempre provocam reflexões.
Somos uma só, ou várias?
Mostramo-nos da mesma forma, para pessoas diferentes?
Somos como nos sentimos?
Perguntas mil.E aí entra a sua questão do cabelo branco. Será que você não se sente autêntica escondendo os brancos?
Estou ficando curiosa para vê-la com seus cabelos naturais.
Beijo.

Calu disse...

Lucia,
vc mergulhou em teus Eus e trouxe à tona todas as outras nós(Eus) com as identidades trançadas nesta fase de nossas vidas, nestes olhares sobre nós e o mundo__ o que criamos/o que vivemos.
Um texto compassado, que mexe conosco e nos reabilita diante da irmandade:não sou só Eu que sinto assim!!
Adoreiii!Obrigada e Parabéns!
Bjkas,
Calu

Beth/Lilás disse...

E aí Lúcia, pelo jeito está chegando à conclusão definitiva do que quer, ou seja, deixar os cabelos brancos, ao natural, né mesmo?
Pois faça! Tem horas na vida da gente que nos sentimos tão impelidos a fazer algo que a tempos acalentamos, mas que estivemos presos por causa das convenções, do que vão pensar, e titi tata tá. Estamos na idade de tomar certas decisões e agradar principalmente a nós mesmas, ao nosso EU tão querido, isso é sinônimo de auto-estima, de se gostar de verdade.
Manda ver garotinha!
beijos cariocas

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Lucia, excelente essa reflexão! vc está mais que certa, está caminhando pra liberdade. vc cumpriu muito bem com suas obrigações de família, de vida. e agora escolhe optar pela sua vontade mesmo, sem tanto peso do mundo. é a melhor coisa que vc faz.

aqui no Japão esse culto à juventude é mto menor, vejo mta gente com os cabelos branquinhos. e lindos. vc é uma mulher mto bonita, de cabelo branco continuará bonita.

ando em ritmo de férias rs, só pude ver seu recado hj. não recebi o mail! manda pra mim de novo. acho que é problema no mail do blog mesmo, que estava esquisito. pq amigos me mandaram algumas mensagens e acabei não recebendo.

a Karina tá aprontando todas, no bom sentido rs, curtindo as férias de verão. o dia todo na rua, se divertindo na praia, rs. ela mandou lembranças pra vc, ela não esquece q vc a ajudou no trabalho da escola.

bjs Lucia, bom dia pra vc!

Deusa disse...

Graças a Deus...uma mulher linda como você,com esta pele maravilhosa,parece anos mais nova,com este sorriso...Graças a Deus,faça mesmo isso,se não fizer agora,vai fazer quando? ja passou da hora.
Se vocês meninas soubessem como a Lucia e linda,elegante,educada.Não fosse a minha vida cheia de nove horas eu ia mesmo estar sempre com ela,uma otima companhia.
AGORA...ha se eu te pego de cabelo todo branco na rua...ha se eu te pego....rsrsrsrs.Conheci uma mulher ou duas que ficam realmente bonitas de cabelo branco,a Taia do Blog Zambia meu lar e uma,a outra nem lembro mais.NEMPENSARRRR.
Se libertar de tanta condulta que nos mantem dentro do nosso casulo,protegida e bom,mas isso vez em quando,você agora ainda tem beleza e tempo,saude e vontade,mas se ficar sentadinha esperando..blablauuuu...foi-se o tempo.
Beijim,perdão pelo sumiço.
Deusa
vasinhos coloridos

SHEYLA -DMulheres disse...

Lucia
É isso ai!! Vamos radicalizar e é sempre tempo de mudanças... Amei o texto. deixe seus cabelos naturias mesmo , é tão mais bonito. A impaciência toma conta de mim tb, aff
Linda mulher, tu és.

Beijos e bom dia!!

Mauro S disse...

Boa noite, Lúcia, e lindo texto de tuas formas de ser.
Beijos e um ótimo e abençoado final de semana, Mauro

Pepa disse...

Ai Lucia... que delícia de texto... e eu sou um pouco assim também, rssrs

Agora quanto aso cabelos, aff nem me fale... tem vezes que também gostaria de ter coragem de deixa-los branquearem de vez... porque tenho que pintar de 15 em 15 dias... escravidão define, srrs

Bjus 1000 querida

Cissa Branco disse...

Lúcia,

Chega a ser poético, lindo seu texto, carregado de sabedorias e verdades. Adorei ver todo o seu amadurecimento ao longo do texto. Que bom que você não está tricotando, aqui é seu lugar! Obrigada por todo o carinho no sábado e pela sua mensagem no face e no blog, foi difícil, e elas foram muito importante para mom, obrigada mesmo de todo o coração, és especial para mim.
Grandes beijos

ML disse...

Hello, Vovó + 1 vez!
Muitas FELICIDADES pra você, sua família e o mais novo membro: Samuel.
Nome lindo, o rapazinho é lindo (vi no Face) e será amadíssimo.
E que seja um homem bom: isso foi o que desejei no post pro meu sobrinho + novo quando ele nasceu (quase há 4 anos), o Pedro.
É uma figuraça e super meu amigo - a gente brinca, dança e canta (ele adora rock e dança igual a rapper - onde ele aprendeu, não sei) e ele acha que eu sou "da idade dele". Muito fofo!

bjnhssssssssssssss

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida
Tipo de post que me encanta pois despe a alma... pena que nem todos mereçam ler algo tão precioso assim!!! São nossas pérolas...
Mas, vamos deixar de lado qualquer resquício de negativismo... como vc bem postou: vamos dar as mãos à alegre que habita em nós...
A criança interior ficará eternamente agradecida... e nunca estaremos sós...
Deus te cubra de bênçãos e te faça feliz!!!
Bjs festivos de paz